Randy Giles

Tabula Rasa
 

Oh, pouty! Look at that
                    lip... gonna get it...

 
Willow faz um feitiço para que Tara esqueça uma briga entre as duas e para que Buffy esqueça que esteve no Céu, e o encantamento acaba causando amnésia em todos os Scoobies (incluindo a própria Willow) e também em Spike.
 
Willow, em frente à lareira da casa das Summers, coloca fogo no Arbusto de [Letes]

Willow: Para Buffy e Tara, isto eu queimo. Permita que o Arbusto de Letes faça sua tarefa. Purifique suas mentes das memórias desagradáveis, das dores de recentes descortesias e pecados.

Willow aproxima um cristal do fogo

Willow: Quando o fogo queimar, quando o cristal trornar-se negro, o feitiço será lançado. Tabula rasa, tabula rasa, tabula rasa.

Mais tarde, Willow, Buffy, Xander, Dawn, Giles e Anya  estão reunidos na [Magic Box], onde Giles vai revelar que estará voltando para Londres dentro de poucos dias. De repente, Spike entra porta adentro, fugindo da luz do sol e vestindo terno e gravata borboleta, para estranhamento de todos. Diz o vampiro que é um "disfarce"; um demônio com cara de tubarão está atrás dele por causa de dívidas de jogo — [kitten poker]; ele e Buffy já haviam tido um encontro com o "Tubarão" e seus capangas na noite anterior, durante a patrulha no cemitério.

No meio da conversa, todos desmaiam — Willow havia esquecido uma porção de cristais em casa, eles se queimam na lareira e o feitiço, ao invés de eliminar somente as dores de Buffy e Tara, acaba por se multiplicar. Quando voltam a si, horas depois, já é noite e o grupo está completamente sem memória. Cada um então tenta adivinhar quem é e qual seu nome baseando-se nas posições em que se encontram e nos documentos disponíveis. 

Anya e Giles, que acordam lado a lado, acham que são um casal, por causa do anel de noivado que ela usa. Giles descobre seu nome checando sua carteira de motorista e Anya o seu, quando acha algumas notas fiscais, que também revelam que o "casal" é  dono da Magic Box;

Xander e Willow acham que podem ser namorados, pois acordam juntos no chão da loja. Ele, pela carteira de motorista, sabe que se chama Alexander Harris, ou Alex, e Willow tem uma identidade da Universidade de Sunnydale, onde estuda.

Tara, que acordou sozinha na cadeira em que estava sentada, confere seu nome também pelo cartão de identificação da Universidade de Sunnydale.

Dawn está usando uma corrente com seu nome e Buffy, como não tem carteira de motorista e nenhum outro documento, se auto-denomina "Joan".

Spike percebe que é inglês e conclui que é filho de Giles — que, indignado, acha que poderia ser um irmão mais velho; o "seu" nome ele descobre quando acha no forro do paletó a inscrição "feito com cuidado para Randy".
 

Spike: Oh, escute só o Mary Poppins. Ele parece todo petulante e importante com este acento metido. Vocês ingleses são todos tão... 

Spike percebe que está falando com um sotaque tão britânico quanto o de Giles e então fala uma porção de expressões usadas somente na Inglaterra

Spike: Bloody hell! Sodding, blimey, shagging, knickers, bollocks... oh Deus! Eu sou inglês!
Giles: Bem vindo à tribo dos janotas.
Spike: Você não acha que você e eu... nós não somos parentes, somos?
Anya: Existe uma semelhança bonita e áspera.
Giles: E você realmente  inspira um... sentimento particular de... familiariadade e... desapontamento. Irmão mais velho?
Spike: Pai. Oh Deus, como eu devo odiar você.
Giles: O que eu fiz?
Spike: Sempre tem alguma coisa... e qual é o negócio com a vadia?
Anya: Ei!
Giles:Ela?
Spike: Eu vi vocês! Dormindo juntos.
Giles: Recostada no meu ombro.
Anya: Olhe! Tudo bem. Nós somos noivos. É um anel lindo.
Spike: Oh, ótimo, uma madrasta vagabunda que tem a metade da idade do papai.

Spike olha o forro de seu paletó

Spike: "Feito com cuidado para Randy." Randy Giles? Por que não me chamou logo de "Excitado Giles" ou "Desesperado Para Transar Giles"? Eu sabia que havia uma razão para odiar você!
Giles: Randy é um nome de família, sem dúvida.

O grupo concorda que há algo muito errado com eles e Buffy decide que todos devem ir para o hospital; Randy comenta que Joan é muito mandona...
 

Joan: Alguma sugestão sobre como vamos chegar lá?
Randy: Papai pode dirigir. Ele deve ter algum transporte clássico da crise de meia-idade. Algo vermelho, brilhante, em formato de pênis.

OBS.: E Giles *tem* mesmo um carro vermelho, brilhante e... conversível.

Quando abrem a porta da rua, no entanto, dão de cara com um bando de vampiros com os dentes pontudos à mostra e gritam de pavor. Buffy fecha a porta correndo e todos comentam que "monstros existem mesmo"!

Aaaaaaaaahhhhhhhhhh!!!!!!!!!

Os vampiros gritam que querem Spike; Randy, que havia achado na loja uma porção de estacas de madeira (que têm o formato de spikes), acha que é aquilo que os vampiros querem. 

Xander e Willow encontram a passagem para os esgotos que existe no porão da loja e sugerem que todos fujam por ali. Neste momento, os vampiros arrebentam a porta e entram na Magic Box (eles podem entrar sem convite, pois é um lugar público). Um deles vai direto até Spike e cobra dele o que ele deve; Randy não entende nada:
 

Vampiro: Você nos deve!
Randy: Ótimo! Pegue suas malditas estacas!
Vampiro: Não seja estúpido. Eu disse que você nos deve.
Randy: Quem, eu?
Vampiro: Você está com os gatinhos do chefe.
Randy: Gatinhos?

Joan, que estava lutando com outro vampiro, se livra dele com facilidade quando percebe que Randy está em apuros; ela corre em sua direção e estaqueia o vampiro que está batendo nele:
 

Joan: Ei! Fique longe do Randy!

Todos ficam muito admirados com as habilidades de Joan, inclusive ela própria, que conclui que é uma "super-heroína". Joan decide que Xander, Willow, Dawn e Tara devem ir para o hospital pela passagem do porão, enquanto ela e Randy saem e enfrentam os vampiros. Giles e Anya decidem ficar na loja e tentar alguns feitiços — apesar de confusos, eles sabem que deven entender alguma coisa sobre o assunto, já que são donos de uma loja que vende artigos de magia. Além disto, Anya não quer deixar a caixa registradora desprotegida.
 

Joan: Nós precisamos ir. Pronto Randy?
Randy: Pronto, Joan.

Antes de sair, Giles chama Randy de lado e, o abraça, numa despedida envergonhada:
 

Giles: Filho. Vem aqui. Por favor...

Giles e Randy se abraçam, sem jeito. Randy, embaraçado, se afasta 

Randy: Certo.
Giles: Tudo bem. 

Joan e Randy vão para fora e são perseguidos pelos vampiros; Joan os repele com facilidade. Quando Randy é atacado, ele se transforma em vampiro e fica entusiamado, pois acha que, como Joan, também é um super-herói, sem perceber o que realmente é — um vampiro:
 

Joan, vendo que Randy é um vampiro, ataca-o, derruba-o no chão e senta em cima dele, com uma estaca pronta para o golpe final

Randy: Bloody hell, o que você está fazendo?
Joan: Você não sabe quem é.
Randy: Certo, ninguém de nós sabe, e nós estamos sendo perseguidos por-
Joan: Você é um vampiro!
Randy: Como você pode dizer uma coisa destas — eu, um vampiro? Não.
Joan: Confira os calombos. E os dentes.

Randy passa sua mão na testa, conferindo os calombos, e nos dentes pontudos

Joan: Eu mato a sua espécie.
Randy: E eu mordo a sua. Então por que não quero morder você? E por que estou lutando com outros vampiros? Devo ser um nobre vampiro. Um cara bom. Numa missão de redenção. Eu ajudo aqueles sem esperança. Sou um vampiro com alma.
Joan: Um vampiro com alma? Oh, meu Deus, que bobagem!

Joan sai de cima de Randy, que agora, andando de lá pra cá, faz um belo discurso

Randy: Sou um herói, relamente. Quero dizer, ter um destino tão feio nesta vida e então superá-lo. Buscar coisa melhores, mais nobres. É uma coisa inspiradora, não é? E nós dois... inimigos naturais, colocados juntos para enfrentar as forças da escuridão. Confiança total. Nenhum pensamento de mim mordendo você, nenhum pensamento de você enfiando uma estaca em mim.
Joan: Depende de quanto tempo mais você vai continuar tagarelando.

Os vampiros atacam novamente; Joan e Randy estão lutando contra eles quando Xander, nos esgotos, pisa, sem querer, no cristal que estava em poder de Willow e caiu de seu bolso. O feitiço é quebrado e Joan & Randy deixam de existir. Spike estaqueia os dois últimos vampiros e o demônio com cara de tubarão reaparece em cena:
 

Spike: Do pó... para o pó.
Tubarão: Você é um sujeito estranho, Sr. Spike. Lutando contra a sua própria espécie... andando com uma Caça-Vampiros. E este terno! [Chutzpah] deve ser o seu nome do meio. Ei, sabe, sobre o nosso probleminha com a dívida, tudo bem... Eu não preciso dos gatinhos.
Spike: Você vai receber. Não sou caloteiro.



E assim foi a história de Randy. Mesmo sem memória, sem saber que tinha um chip que o impedia de ferir humanos, Spike quis lutar ao lado de Buffy/Joan, contra os monstros que os atacavam.



Fotos: [Screencappiness]
HOME