| HOME | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |

 

Buffy, the Vampire Slayer
Buffy, A Caça-Vampiros

Season Six
Sexta Temporada

(2001-2002)
 

Once More, With
                    Feeling

You always hurt the one you loves, pet.

Você sempre machuca aquele a quem ama, pet
(Spike - Dead Things)


 

Afterlife

Spike, as well as Dawn, didn't know that Willow, Tara, Xander and Anya were working on a mojo to bring Buffy back from the dead. When he sees his beloved in the stairs of her house, for a split second he thinks it is the BuffyBot. After realising it is the real Buffy, Spike goes speechless. When he manages to talk again, he comments about the wounds on Buffy's hands, saying that he himself had already gone through the same situation — to claw his way out of a coffin. Softly, he offers to take care of Buffy's wounds. While Dawn goes to fetch mercurochrome and bandages, Spike and Buffy talk a little; Spike has been counting the days she was gone.

Hundred forty seven days yesterday. Uh... hundred forty eight today. 'Cept today doesn't count, does it?

They are interrupted by the Scoobies, who desperately enter the house — they have been looking for Buffy. Spike leaves the room; he is hurt and mad at the Scoobies, because they told him nothing about bringing Buffy back.

Later, the Slayer is patrolling and drops by Spike's [crypt]; the vampire got furniture, and the place seems now "quite posh" according to him. Spike tells Buffy 

I do remember what I said. The promise. To protect her. If I had done that... even if I didn't make it... you wouldn't have had to jump. But I want you to know I did save you. Not when it counted, of course, but... after that. Every night after that. I'd see it all again... do something different. Faster or more clever, you know? Dozens of times, lots of different ways... Every night I save you.

The next day, Buffy gets out of her house to find Spike in her backyard; he is in the shadows, hiding from the bright sun. Spike notices the Slayer is upset and thinks she is traumatized by her experience in a hell dimension, making Buffy tell Spike her secret: actually, she was in Heaven, she was happy, and her friends torn her out of there.

Everything I feel, everything I touch... this is Hell. Just getting through the next moment, and the one after that... knowing what I've lost...


Life Serial


Buffy is depressed and drops by Spike's crypt. The two of them talk and drink, wondering who would be messing with Buffy's life — it's the [Troika], but she doesn't know it yet. Spike then takes Buffy to a seedy bar, for some investigation, and there Buffy gets to know [Clem], one of Spike's friends, and the "kitten poker", where the players play for kittens, instead of money.

You're not a schoolgirl. You're not a shop girl. You're a creature of the darkness. Like me. Try on my world. See how good it feels.


 

Once More, With Feeling

Things improve for Spike on the musical episode. The population of Sunnydale is under the spell of a demon (Sweet) that makes everybody sings their innermost feelings. Even vampires aren't immune and Spike ends up singing to Buffy. At first, he asks Buffy to let him Rest in Peace.

All dancing and singing makes people eventually burst on flames and that almost happens to Buffy, if Spike hadn't stopped her. Then, he sings to her that life isn't bliss.

In the end of the episode, Buffy finally gives in, and kisses Spike passionately.


Tabula Rasa

If the kiss was the beginning of the path to paradise for Spike, for Buffy, apparently, it meant nothing. And she swears she won't kiss him again, ever.

We... we kissed, you and me. All [Gone With The Wind], with the rising music, and the rising... music, and what was that, Buffy?

Willow does a spell to erase from Tara's memory the fight the two of them had just had, and to erase from Buffy's memory that she had been in Heaven; however, the spell goes horribly wrong and all Scoobies end up with amnesia, including Willow herself and Spike. 

They are reunited at the Magic Box when vampires attack; Buffy (renamed Joan) and Spike (renamed Randy Giles, son of Giles), go after the vampires and Spike/Randy gets very excited when he finds out that he is a "super hero" — without realizing what he really is: a vampire.

I must be a noble vampire. A good guy. On a mission of redemption. I help the hopeless.  I'm a vampire with a soul. I'm a hero really. I mean, to be cast such an ugly lot in life and then to rise above it. To seek out better, nobler things. It's inspirational, isn't it? And the two of us... natural enemies, thrown together to stand against the forces of darkness. Utter trust. No thought of me biting you, no thought of you staking me.

After the spell is broken, Buffy has to face the reality again — she is very sad that Giles returned to England — and goes to the Bronze, by herself. Spike shows up, but she doesn't want to talk to him. However, as Buffy's "no" seems to mean actually "yes", by the end of the night she is kissing Spike again, in a dark corner in the Bronze.


Smashed

Spike is getting excited about the kissing sessions with Buffy, but he still has to fight Buffy's resistance to admitting she has feelings for him — she tells him she won't be kissing him again.

You're a tease, you know that, Slayer? Get a fellow's motor revving, let the tension marinate a couple-a days, then bam! Crown yourself the ice queen.

Later, Spike, annoyed at Buffy's attitude (and aggressiveness) toward him, hits her back and, for his total surprise, finds out that the chip in his brain isn't working. He doesn't want to show it to her, however, and pretends he did feel pain. Wouldn't the chip be working properly or would Buffy have come back wrong?

Don't touch me! You're a thing. An evil, disgusting, thing.

In order to know whether the chip stop working or not, Spike tries to bite a woman in a dark alley, and fails — the chip still works fine. His words to his would-be victim, however, seems to be targeted at Buffy, and he needs to talk himself into biting the girl.

Yes, I am. I am a killer. That's what I do. I kill. And, yeah, maybe it's been a long time, but... it's not like you forget how. You just... do it. And now I can, again, all right? So here goes.

Spike looks for Warren and orders him to check his chip. It shows that the chip is OK, that it no longer reacts to Buffy. Then, the vampire looks for the Slayer, and finds her leaving the Magic Box. The two of them start a huge fight, which begins in the street and ends up inside an abandoned building, where the couple finally have sex for the first time — initiated by Buffy — causing the collapse of the building. The walls separating the Slayer from the Vampire fall.

The sex is wild, and the night is just beginning.

 

Wrecked

The day after arrives, and Buffy, for Spike's disappointment, is back to her denial mode. They woke up both naked in the middle of the wreckage, and she desperately looks for her clothes, in order to leave the place as soon as possible. Spike wants her to stay, she says no — meaning yes — and kisses him again; they would have done it again, if Spike hadn't said something very inappropriate about f- a Slayer to be way better than to kill one. Buffy gets up, and resumes looking for her clothes, while he says that vampires got her hot. She replies that one vampire got her hot, and he is just convenient; Spike gets hurt.

Bollocks! It was a bloody revelation. You can act as high and mighty as you like... but I know where you live now, Slayer. I've tasted it.

After her experience with Spike, Buffy goes home feeling bad and says to herself that that won't happen again. Later, Willow and Dawn go missing and Buffy seeks Spike for help. He is in his crypt, sleeping, and she tosses a candle at him, to wake him up. Malicious, he says he can teach her how to use candles in foreplay... Buffy cuts him short saying Dawn and Willow are missing, and some guy named Rack may have something to do with it. Spike gets worried, for he knows that Rack is a dangerous fellow who deals in black magic. His place is cloaked and moves around a lot too, in order to keep Rack out of trouble, and just the ones who are into the big bad — a witch or a vampire, for instance — can find it. Spike gladly agrees to help Buffy, and when he gets up out of the bed, naked, Buffy quickly turns her back. Spike mocks: Oh, that's right. Hide your blushing eyes...

Later, when they are walking in the streets and Spike hasn't felt Rack's place yet, the passionate night they shared comes to light. Buffy tells him that she is disgusted with herself and that the night before was the most degrading experience of her life. Spike says she gave him a run for his money, and that she felt something; she says it wasn't love, and Spike replies "not yet." Once more, he tell Buffy he loves her and wants her to stop being such a bitch; if not, maybe he can bite her. The Slayer gets upset and says she wants him out of her life — but Spike replies that it is too late, she has already invited him. Besides, she needs his help to save Dawn.

I'm in your system now. You're gonna crave me, like I crave blood.


Gone

Spike drops by Buffy's house early in the morning, doing his show with the [blanket] on flames. He says he is looking for his lighter, but Buffy thinks it is just a lame excuse to see her. When the two of them are about to start making out in the kitchen, they are almost get caught by Xander, who says to Spike leave Buffy alone, adding that just a simpleton like Harmony or a nut sack like Drusilla would hook up with him, which makes Buffy mad — as well as very embarrassed.

So, um... what should I call you then? Pet? Sweetheart? My, uh... little goldilocks? You know I love this hair. The way it bounces around when you- 

A little later, the social worker in charge of deciding Dawn's guardianship arrives to talk to Buffy and the interview ends up not too well. Spike tries to offer some help, but she wants him to go. Before leaving, however, Spike reaches for his lighter, which is in Buffy's pocket, and takes it maliciously. Buffy, upset about her life, goes to her bedroom and cuts her long hair.

Later, Buffy is victim of her most recent enemies, the trio formed by Warren, Jonathan and Andrew — they make her invisible. She takes advantage of the situation to mess around with the social worker, and to pay a visit to Spike. Arriving in his crypt, Buffy doesn't make her presence known; she grabs him, slams him against a wall and has his shirt ripped open. Just then Spike realizes it is Buffy, and not some ghost. 

The vampire appreciates the visit, but is hurt, too, for he knows she is there just because she can't be "seen" with him by anyone, like Xander, for instance: the boy arrives in the crypt looking for Buffy, and finds Spike naked in his bed, seeming to be "working out." After Xander leaves, the vampire tells Buffy she should go, too, because if he can't have all of her, he would rather have none — but Buffy, ignoring what he is saying, kneels in front of him (who is still naked) and... cheats.

This vanishing act's right liberating for you, innit? Go anywhere you want. Do anything you want. Or anyone.


DoubleMeat Palace

Buffy starts working at the DoubleMeat Palace, trying to solve her financial problems. Spike doesn't like to see her in such a lame job, at all — he knows she is unhappy — and tells Buffy to quit it. Later, during the break, they do it in the parking lot.

You don't belong here. You're something... you're better than this.

 

Dead Things

Buffy drops by Spike's crypt and they do it again. Afterwards, Buffy starts a conversation — about how he fixed the crypt up — which surprises Spike, because she never showed any interest in talk to him since they have started shagging. Spike, deeply in love with Buffy, is hurt by the way she treats him, using him and leaving. They also congratulate each other about their performance in bed, agreeing that both of them got the job done. Spike wants to know what this thing they have means to her, and she says they don't have a "thing". He asks if she trusts her, showing handcuffs; although she says "never", it's very clear she will play with him — which is confirmed later, when Buffy, while talking to Tara at the DoubleMeat Palace, nurses her wrists.

The things you do... the way you make it hurt in all the wrong places. I've never been with such an animal.

At night, Buffy and the Scoobies go to the Bronze. While Xander, Anya, Willow and Tara dance, Buffy goes upstairs, where she meets Spike. He is in his "dark creature of the night" mode, and tries one more sexual encounter with her. At first, she says no, but it doesn't take much effort for the "no" turns into "yes".

No... don't close your eyes. Look at them. That's not your world. You belong in the shadows... with me. Look at your friends... and tell me... you don't love getting away with this... right under their noses.

The following night, Spike is in his crypt when he senses Buffy approaching. He goes to the door* and starts touching it, and Buffy, in the other side, does the same; he is happy that his beloved Buffy is there. However, when he opens the door, she isn't there anymore.

*The song that plays in this scene is Out of This World by Bush

He goes after her and finds the Slayer very confused, fighting demons that fade in and fade out before her eyes — a Warren's new evil plan is in progress, and it makes Buffy think she has killed a girl (Katrina Silvers, Warren's ex-girlfriend). 

The following day, Buffy wants to turn herself in to the police, but Spike desperately tries to keep her from doing that — he says he loves her, she replies he doesn't, he asks if she thinks he hasn't tried not to. They fight, and he makes the huge mistake of calling her "my girl". She gets furious at him and punches him in the face several times, hurting him badly. 

You don't... have a soul! There is nothing good or clean in you. You are dead inside! You can't feel anything real! I could never... be your girl!

She then goes to the police station, leaving Spike in the dark alley, alone and severely wounded, to die when the sun rises.

You always hurt... the one you love, pet.

Eventually, Buffy finds out about the Troika's evil plan, and quits turning herself in to the police — and even knowing that the killer is Warren, she does nothing about it, which leads to tragic consequences later in the year.

Not being quite happy about what she has been doing with Spike, Buffy ends up crying on Tara's shoulder; the witch is nice, saying that there isn't anything wrong with the Slayer, it's OK if she loves Spike — or not — and adds that the vampire does love her.

Why do I let Spike do those things to me? He's everything I hate. He's everything that... I'm supposed to be against. But the only time that I ever feel anything is when...

 

Older and Far Away

Buffy is turning 21, throws a party and doesn't invite Spike. Anyway, Spike shows up at Buffy's house, because he heard about the party from Willow. He brings along a pack of beers and a friend, [Clem], the nice demon Buffy met playing kitten poker (Life Serial). The problem is that Xander and Anya have invited a young man, Richard, as a date for Buffy, which makes Spike very jealous.

You think he'll take you out on his ten-speed, pet? Maybe he'll let you ride in that little basket in the front. Jealous my ass!

The party goes all right until the attendees notice that they can't leave the house, they are trapped inside it. This  is the consequence of a wish made by Dawn to [Halfrek], a Vengeance Demon (or Justice Demon, as she prefers to be called) who had pretended to be counselor at Dawn's school. Hallie, feeling Dawn's pain of watching everybody she loves going away, has cast the spell that is preventing anyone to open the doors and walk away. When they realize what is happening, Hallie is summoned by Anya (who used to be a Vengeance Demon, too) and the spell is lifted. Curiously, [Hallie] does know Spike (she looks at him and says "William!") but the vampire doesn't feel very comfortable of having been recognized.

Spike, while trapped in the house and still very annoyed by Richard's presence, doesn't miss the chance to be mean to the boy; he says Richard should definitely go, to find his coat and get him on his merry way. Besides, the vampire adds, it is time for breakfast, and a growing boy like Richard shouldn't skip it. He hints that in the old times he would already have eaten by then, which makes Buffy get angry; she tells him off, and Spike, looking at Richard, asks if he works out, just to piss Buffy off a little more...

Tummy's making all kinds of gurgles. Maybe I oughta just feed on whatever's around... even if it doesn't go down well.




PORTUGUÊS

 

Afterlife

Spike, assim como Dawn, não foi avisado pelos Scoobies que Willow estava preparando um ritual para ressuscitar Buffy. Quando ele vê a amada viva, nas escadas da casa dela, por um segundo ele a confunde com a [BuffyBot]. Assim que percebe que a Buffy que está diante dele é a verdadeira Buffy, sua emoção é enorme. Quando consegue falar, ele comenta sobre o ferimento que Buffy tem nas mãos; Spike reconhece que é um ferimento conseguido por uma pessoa ao acordar dentro de um caixão, sete palmos em baixo da terra e ter que vir à superfície sem ajuda nenhuma, pois ele próprio já passou pela tenebrosa experiência. Carinhoso, ele se oferece para cuidar das mãos de Buffy e pede a Dawn que traga mercúrio e bandagens. Spike e Buffy vão para a sala, sentam um em frente ao outro, Spike segurando as mãos dela. Os dois conversam um pouco, enquanto Dawn não chega com a medicação. Infelizmente, assim que a menina chega, entram pela porta Willow, Xander, Anya e Tara (eles estavam à procura de Buffy), fazendo com que Spike se retire da sala, pois ele está muito bravo e magoado porque nada foi dito a ele sobre a tentativa de trazer Buffy de volta: 


Buffy: Quanto tempo eu fiquei longe?
Spike: Cento e quarenta e sete dias ontem. Uh... cento e quarenta e oito hoje. Mas hoje não conta, não é? Quanto tempo foi pra você... onde você estava?
Buffy: Mais.


Buffy vai patrulhar e dá uma chegada na [cripta] de Spike; ele desabafa:


Spike: Eu com certeza lembro o que disse. A promessa. Protegê-la. Se eu tivesse feito isto... mesmo que eu não sobrevivesse... você não teria que ter pulado. Mas quero que você saiba que eu te salvei. Não quando contava, é claro... depois. Toda noite depois daquilo. Eu revejo tudo... faço algo diferente. Mais rápido ou mais inteligente, sabe? Dezenas de vezes, um monte de maneiras diferentes... Toda noite eu salvo você.


Desde que Buffy voltou da morte, ela mostrou-se mais aberta ao vampiro, confiando a ele, e só a ele, o segredo de que estava no Paraíso e não no Inferno, como todos os seus amigos pensavam. Spike está nos fundos da casa da Caça-Vampiros, quando ela sai e o encontra, escondido nas sombras — é um dia ensolarado:


Spike: Bem, faz tempo que não visito uma dimensão infernal, mas entendo alguma coisa sobre tormento.
Buffy: Eu estava feliz. Onde quer que estivesse, eu... estava... eu estava feliz. Em paz. Sabia que todos com que me importava estavam bem. Eu sabia. Tempo... não significava nada... nada tinha forma... mas ainda era eu, entende? E eu estava protegida... e eu era amada... e eu estava terminada. Completa. Não enetendo nada sobre teologia ou dimensões, ou... nada disto, realmente... mas acho que estava no Céu. E agora não estou. Fui tirada de lá. Arrancada... pelos meus amigos. Tudo aqui é... duro, e brilhante, e violento. Tudo que sinto, tudo que toco... isto é o inferno. Apenas vivendo o momento, e o seguinte... sabendo o que perdi...


Life Serial

Buffy está deprimida e vai visitar Spike em sua cripta, onde os dois bebem e conversam amigavelmente sobre a vida e sobre quem estaria tentando prejudicá-la (seria a [Troika], mas ela ainda não sabe). Spike propõe a Buffy que ela conheça "o mundo dele" e eles vão a um bar onde Buffy é apresentada ao "kitten poker" — pôquer aonde os jogadores, ao invés de apostarem dinheiro, apostam gatinhos.

Spike: Você não é uma garota de colégio. Você não é uma "patricinha". Você é uma criatura da escuridão. Como eu. Experimente o meu mundo. Veja como é bom.
Buffy: Tem bebida no teu mundo?

 

Once More, With Feeling

As coisas começam a melhorar para Spike neste episódio musical. Toda a cidade de Sunnydale está sob um encantamento que faz as pessoas cantarem seus mais profundos segredos, como se estivessem num musical, e nem os vampiros escapam do feitiço. O responsável por toda a confusão é Xander, que, em dúvida sobre seu futuro casamento com Anya, invoca o demônio Sweet para obter algumas respostas.

Primeiro Spike canta para Buffy deixá-lo em paz, e só voltar a vê-lo quando quiser alguma coisa com ele, quando ela passa mais uma vez por sua cripta querendo (somente) saber se ele sabe de alguma coisa. O problema da dança e da cantoria é que as pessoas podem entrar em combustão espontânea a qualquer momento e é isto que quase acontece com Buffy, se não fosse a intervenção de Spike, que a salva e canta para ela que a vida não é só alegria. No final do episódio, Buffy finalmente se rende aos encantos do vampiro e o beija apaixonadamente:


Spike: O dia em que você decidir o que realmente quer, provavelmente vai acontecer uma parada. Setenta e seis malditos trombones.
Buffy: Spike...
Spike: Olha, você não precisa dizer nada.
Buffy (cantando): Eu toco o fogo e ele me congela. Eu olho para ele e ele está negro. Isto não é real mas eu só quero sentir...
Spike (cantando): Eu morri tantos anos atrás. Você me faz sentir...


Tabula Rasa

Para Spike, o beijo foi o ínicio da estrada para o paraíso, mas Buffy parece não querer seguir o mesmo caminho. Na noite seguinte, os dois se encontram no cemitério, quando Buffy está patrulhando; ele quer conversar sobre o que aconteceu e acaba ouvindo de Buffy que ela NUNCA mais pretende beijá-lo: 


Spike: Nós nos beijamos, Buffy.
Buffy: E daí?
Spike: Nós... nós nos beijamos, eu e você. [...E o Vento Levou], com a música crescendo... e a música... crescendo, e o que foi aquilo, Buffy?
Buffy: Um feitiço?
Spike: Oh, não banque a certinha comigo. Eu sei que tipo de garota você é realmente. Não sei?
Buffy: O que nós fizemos, está feito. Mas eu não vou beijar você nunca, Spike. Não vou mais tocar em você, nunca mais. 


Willow faz um feitiço para que Tara esqueça uma briga entre as duas e Buffy esqueça que esteve no Céu e o encantamento acaba causando amnésia em todos os Scoobies (incluindo a própria Willow) — e também em Spike. 

Quando eles são atacados por vampiros, na Magic Box, Buffy e Spike, apesar de não saberem quem são — ela se rebatizou de Joan e ele de Randy — naturalmente tomam a iniciativa de perseguir e matar os inimigos. Durante a luta com os vampiros, Spike/Randy se transforma e fica entusiamado, pois acha que, como Buffy/Joan, também é um super-herói; ele não percebe o que realmente é — um vampiro: 


Buffy/Joan: Eu mato a sua espécie.
Spike/Randy: E eu mordo a sua. Então por que não quero morder você? E por que estou lutando com outros vampiros? Devo ser um nobre vampiro. Um cara bom. Numa missão de redenção. Eu ajudo aqueles sem esperança. Sou um vampiro com alma.
Buffy/Joan: Um vampiro com alma? Oh, meu Deus, que bobagem! Spike/Randy: Sou um herói, realmente. Quero dizer, ter um destino tão feio nesta vida e então superá-lo. Buscar coisa melhores, mais nobres. É uma coisa inspiradora, não é? E nós dois... inimigos naturais, colocados juntos para enfrentar as forças da escuridão. Confiança total. Nenhum pensamento de mim mordendo você, nenhum pensamento de você enfiando uma estaca em mim.
Buffy/Joan: Depende de quanto tempo mais você vai continuar tagarelando. 


Em relação a Buffy ter beijado Spike, o "nunca mais" dela no início do episódio, no entanto, deve ter outro significado, pois no final do mesmo lá está ela novamente nos braços do vampiro, lábios colados num beijo apaixonado, num cantinho escuro do [The Bronze].

Smashed

Bem, até agora temos então dois beijos entre Spike e Buffy — sem contar aquele beijinho de agradecimento no episódio Intervention, quando Buffy fingiu ser a BuffyBot e as cenas de [Something Blue], quando os dois foram enfeitiçados e achavam que estavam apaixonados. Spike a esta altura está todo animado, mas ainda tem que lutar com a relutância de Buffy em admitir que sente algo pelo vampiro, que os beijos significaram alguma coisa: 


Buffy: Eu não vou te beijar novamente, Spike. Uma vez foi-
Spike: Duas.
Buffy: Mas não de novo.
Spike: Você provoca, sabe, Caça-Vampiros? Faz o motor do cara pegar, deixa a tensão marinar por uns dois dias, então bam! Se coroa a rainha do gelo.
Buffy: Precisa de mais algumas metáforas para essa sua comparação?
Spike: É só uma questão de tempo até que você se de conta que sou o único aqui pra você, pet. Você não tem mais ninguém! 


No mesmo episódio, Spike, irritado com a insistente indiferença de Buffy, tem uma discussão com a Caça-Vampiros; os dois acabam se batendo e ele descobre que pode ferí-la sem que o seu [chip] seja ativado (Spike finge para Buffy que sentiu dor) — teria ela voltado dos mortos diferente, menos humana?  

Spike: Um homem pode mudar.
Buffy: Você não é um homem. Você é uma coisa.
Spike: Pare de fugir.
Buffy: Não me toque! Você é uma coisa. Uma coisa má e nojenta!  


Spike então parte para um "teste": tenta morder uma mulher num beco escuro de Sunnydale. As palavras que ele dirige a pobre mulher, no entanto, seriam para Buffy e o vampiro parece ter que convencer a si próprio de que continua querendo se alimentar de seres humanos: 


Spike: Só porque ela está confusa sobre onde se encaixa, eu tenho que estar também? Por que eu não estou. Eu sei o que sou. Eu sou perigoso. Eu sou mau.
Mulher: Eu-eu tenho certeza que você não é mau.
Spike: Sim, eu sou. Eu sou um assassino. É o que eu faço. Eu mato. E, é, pode ter se passado um longo tempo, mas... não é como se você esquecesse como fazer. Você apenas... faz. E agora eu posso novamente, certo? Então, lá vai. Isto pode doer um pouquinho.

Ele se aproxima para a mordida, mas tem que se afastar, gritando de dor

Spike: Mas que droga está acontecendo?

 

Como continua não podendo fazer mal a humanos, Spike procura [Warren] para que o rapaz faça um chek-up completo em seu chip, que mostra que ele está perfeito. Como não funciona só em Buffy, parece que o problema é com ela. O vampiro então procura a Caça-Vampiros para uma confrontação, que acaba resultando em uma feroz luta entre os dois, num prédio abandonado: 


Spike: Oh, a dor! A dor! Não existe mais. Adivinhe o que acabei de descobrir. Parece que não sou assim tão inofensivo como você pensava, querida.
Buffy: Como?
Spike: Não entendeu? Não está vendo? Você voltou diferente!



E no calor da briga Buffy agarra Spike, o beija apaixonadamente (agora pela terceira vez!), pula em seu colo, abre o zíper da calça dele e... vinte e sete episódios depois de ter se dado conta que estava apaixonado pela Caça-Vampiros através de um sonho (Out of My Mind), Spike FINALMENTE deixa de sonhar e tem a verdadeira Buffy inteirinha só para ele. Ele mesmo quase não acredita, seu olhar é de total espanto em relação à atitude predadora de Buffy. Após o choque inicial, o sexo é selvagem e o prédio quase vem abaixo, com o casal desabando para o andar inferior, sem se desgrudarem nem por um segundo — e a noite, uma criança.

 

Wrecked

O dia seguinte chega e Buffy, para desgosto de Spike, volta ao modo "negação", procurando suas roupas e desesperadamente querendo ir embora. Spike pede a ela que fique, ela diz "não" algumas vezes, mas como o "não" de Buffy nem sempre significa "não", ela acaba cedendo, até que Spike faz um comentário infeliz que a enfurece de verdade: 


Wrecked

Spike: Eu sabia. Eu sabia que a única coisa melhor do que matar uma Caça-Vampiros seria f-
Buffy: O quê? Então é disso que se trata? Transar como uma Caça-Vampiros?
Spike: Bem, eu não jogaria pedras, pet. Parece que você é quem é a tiete aqui.
Buffy: Cale a boca.
Spike: Eu só estou dizendo... vampiros deixam você excitada.
Buffy: *Um* vampiro me deixava excitada. Um. Mas ele se foi. Você é apenas... Você é apenas conveniente.

Spike levanta-se do chão e começa a vestir suas calças, ao mesmo tempo magoado e bravo:

Spike: Então, o que que é agora? Voltou a me tratar como lixo até a próxima vez que tiver uma coceirinha e não puder se virar sozinha? Bem, esqueça. A noite passada mudou as coisas. Não vou ser mais seu bode expiatório.

Depois da experiência noturna com Spike, Buffy volta para casa se sentindo não muito satisfeita consigo mesma e certa que aquilo não irá mais se repetir. 

No decorrer dos acontecimentos, [Dawn] e [Willow] somem de casa e Buffy vai atrás de Spike, na [cripta], para que ele a ajude a encontrar as meninas. Ele está dormindo e ela joga uma vela em cima dele para acordá-lo; ele diz que pode ensiná-la a fazer melhor uso das velas... Buffy muda de assunto e diz que Willow está metida com Rack, um bruxo muito poderoso e perigoso, que atende numa casa escondida magicamente. Como somente seres malignos (como os vampiros) ou pessoas envolvidas com magia negra podem detectá-la, Spike é de grande ajuda para Buffy. Ele levanta da cama, completamente sem roupa, e Buffy vira o rosto, envergonhada. Spike caçoa dela... Os dois então saem pelas ruas de Sunnydale e, enquanto Spike não consegue "sentir" o esconderijo de Rack, a tórrida noite de amor vivida pelos dois vem a tona: 


Spike: As coisas mudaram.
Buffy: Quer parar com isso? A única coisa que mudou é que estou com nojo de mim mesma. Este é o poder do seu charme. A noite passada... foi a mais perversa... degradante experiência da minha vida.
Spike: É. Minha também.
Buffy: Esta deve ser a maneira como você se excita, mas não é o meu estilo.
Spike: Não, foi você quem quis assim. Me deu bastante trabalho, Caça-Vampiros. Agora, eu admito. Você tem poder sobre mim. Eu amo você. Você sabe disso. Mas voltei a ficar cofiante... Você sentiu alguma coisa na noite passada.
Buffy: Amor não.
Spike: Não ainda. Mas agora eu estou no seu sistema. Você vai me desejar, como eu desejo sangue. 


Gone

Spike aparece na casa de Buffy logo de manhã, fazendo aquela entrada espalhafatosa na cozinha da Caça-Vampiros, [cobertor] em chamas etc e tal. Ele diz que está ali a procura de seu isqueiro, e Buffy acha que é só uma desculpa esfarrapada para vê-la.

Os dois começam a namorar na cozinha e são quase pegos em flagrante por [Xander]. O carpinteiro, como sempre, faz comentários pouco gentis sobre Spike, dizendo que só "uma simplória como [Harmony] ou uma louca como [Dru]" se envolveriam com o vampiro, o que deixa Buffy muito brava e embarassada.


Xander
: Santo [Godfrey Cambridge], Spike!

Um pouco depois, chega a assistente social encarregada de resolver com quem ficará a guarda da irmã menor de Buffy, Dawn, e a entrevista acaba não sendo muito positiva. Spike tenta oferecer seu apoio a Buffy, mas ela o manda embora. Ele vai, mas antes maliciosamente pega seu isqueiro no bolso da calça de Buffy. Desconfortável com tudo o que está acontecendo em sua vida, ela vai para o quarto, pega uma tesoura e corta seus cabelos longos. 

Mais tarde, Buffy é vítima dos seus mais recentes arqui-inimigos, o trio formado por [Warren, Andrew e Jonathan] e acaba invisível. Uma situação perfeita para ela, que pode assim, sem culpas ou preocupações, ir até a cripta de Spike e ter um pouco de diversão com ele. Novamente, ela dá uma de predadora e o ataca sem aviso, deixando-o confuso inicialmente sobre quem o estaria agarrando, jogando-o contra a parede e rasgando suas roupas. O vampiro, ao mesmo tempo que aprecia a visita, sente-se magoado, pois sabe que Buffy está ali porque não pode ser "vista" com ele. É o que acontece quando Xander vai a cripta perguntar se Spike sabe alguma coisa sobre a invisibilidade de Buffy e encontra Spike nu na cama, fazendo algo que parecem ser exercícios... Depois, Spike desabafa: 


Buffy: ...eu pensei que estávamos nos divertindo.
Spike: É, agora! Mas cedo ou tarde seus amigos vão achar um jeito de trazer você de volta. Você precisa ir. Vista-se se puder achar suas roupas, e se manda. Porque se não posso ter você por inteiro, eu prefiro-

Spike olha para baixo:

Spike: OK, isto é trapaça.

 

DoubleMeat Palace

Buffy começa a trabalhar na lanchonete DoubleMeat Palace, tentando resolver seus problemas financeiros. Spike não se conforma em vê-la num trabalho tão medíocre e diz isso para ela. Mais tarde, aproveitando uma folga no trabalho, ela transa com o vampiro nos fundos da lanchonete.

 

Dead Things

Buffy novamente faz uma visitinha para Spike em sua cripta. Os dois estão embaixo de um tapete, exaustos, após mais uma rodada de sexo selvagem. Buffy começa uma conversa, o que deixa Spike admirado — apaixonado por ela, ele visivelmente se ressente com o modo como a Caça-Vampiros o trata, usando-o e indo embora, invariavelmente.

Buffy: Sabe, este lugar até que está legal para um buraco na terra. Você arrumou bem.
Spike: Bem, uma vez eu mordi um decorador. Talvez tenha ficado alguma coisa.
Buffy: Eu tenho pensado em fazer alguma coisa no meu quarto.
Spike: É?
Buffy: É, eu acho que os posters do New Kids On The Block estão começando a denunciar a minha 
idade.
Spike: Bem, se você quiser, eu posso- Nós estamos conversando?
Spike
: Bem, não é nesta hora que você invariavelmente me bate e vai embora, virtualmente flutuando?

Buffy: Este é o plano... tão logo minhas pernas comecem a funcionar.
Spike: Você foi fantástica.
Buffy: Você também fez um bom trabalho.
Spike: Eu só estava tentando acompanhar. As coisas que você faz... o modo com que faz doer nos lugares errados. Eu nunca estive com um animal assim.
Buffy: Eu não sou um animal!
Spike: Quer ver as marcas de mordida?
Spike
: O que é isto pra você? Esta coisa que a gente tem.

Buffy: Nós não temos uma... coisa, nós temos... isto. É tudo.
Spike: Você ao menos gosta de mim?
Buffy: Às vezes.
Spike: Mas você gosta do que eu faço com você.

Buffy e os Scoobies vão ao [Bronze]. Enquanto seus amigos estão dançando, ela sobe para o andar superior, onde Spike aparece e tenta mais um encontro sexual. Ele está no seu modo "vampiro, criatura da escuridão" e Buffy diz "não" — mas já sabemos que o "não" de Buffy nem sempre significa "não", não é mesmo? 


Buffy: Não faz isso.
Spike: Me faça parar!

Não... não feche os olhos. Olhe pra eles. Aquele não é o seu mundo. Você pertence às sombras... junto comigo. Olhe para os seus amigos... e me diga... que você não gosta de fugir disso tudo... bem na cara deles.


Na noite seguinte, Spike está em sua cripta quando sente que Buffy está por perto. Ele vai até a porta* e começa a acariciá-la (a porta); Buffy faz o mesmo do outro lado. Ele está feliz que sua amada está chegando, mas quando abre a porta, ela já não está mais lá. Ele vai atrás dela e encontra uma Buffy confusa, lutando com demônios que aparecem e desaparecem — novamente um plano maligno bolado por Warren, Andrew e Jonathan está sendo posto em prática. O resultado final é que Buffy pensa que matou uma garota — [Katrina Silvers] — e fica desesperada. Spike tenta acalmá-la e a tira dali.

*A música que toca durante a cena da porta é Out of This World do Bush.

A Caça-Vampiros mal consegue dormir à noite, tem pesadelos que misturam imagens de Katrina e dela (Buffy) transando com Spike. No dia seguinte, Buffy decide se entregar para a polícia, mas o vampiro, dizendo que a ama, tenta impedi-la e no meio da discussão, a chama de "minha garota". Ela se descontrola e mais uma vez nega que sente qualquer coisa por ele, e acaba batendo furiosamente em Spike, que fica com o rosto muito machucado*. Ela então o deixa jogado no beco escuro e vai se entregar para a polícia: 

*Originalmente esta cena foi filmada mostrando o rosto de Spike muito pior do que vimos no episódio que foi ao ar. No entanto, o produtor executivo e criador da série Joss Whedon achou a cena muito forte e mandou diminuir os hematomas no rosto do vampiro.


Buffy: Você não entende o porque disto estar me matando, entende?
Spike: Por que você não me explica? Vem, é isso aí, desconte em mim. Desconte tudo em mim. Esta é a minha garota.
Buffy: Eu não sou a sua garota!

Buffy bate furiosamente no rosto de Spike:

Buffy: Você não tem... uma alma! Não há nada bom ou limpo em você. Você está morto por dentro! Você não pode sentir nada de verdadeiro! Eu nunca poderia... ser sua garota!
Spike: Você sempre machuca... aquele que você ama, pet.

No final a trama do trio é descoberta e Buffy fica livre — livre da cadeia e do sentimento de culpa. Culpa ela só sente em relação ao seu relacionamento com Spike, como ela acaba confessando a Tara, em meio a uma crise de choro.

 

Older and Far Away

É o aniversário de 21 anos de Buffy. Ela dá uma festinha, mas não convida Spike. Porém, como Willow havia mencionado a festa para ele, o vampiro (ainda apresentando hematomas resultantes da surra que levou de Buffy em Dead Things) aparece na casa de Buffy levando cerveja e um amigo, o simpático demônio [Clem]. O problema é que Xander e [Anya] convidaram um belo rapaz, [Richard], para fazer companhia a Buffy e Spike fica visivelmente enciumado:  


Spike: Ah, o que é, você tá preocupada com o Richard? Não quer deixar teu novo namorado com ciúmes?
Buffy: Cala boca. Ele é... gentil.
Spike: "Oh, cala a boca, ele é gentil."
Buffy: Talvez não seja ele o ciumento.
Spike: Você acha que ele vai te levar pra passear na bicicleta dele, pet? Talvez ele te leve na cestinha. Ciumento uma ova. 


A festa de aniversário de Buffy, como de costume, acaba mal. Os convidados ficam presos na casa, resultado de um feitiço concedido pela Demônia da Vingança [Halfrek] à Dawn, que está cansada de ver as pessoas que ama a deixarem para trás. Quando todos descobrem o porquê de não poderem irem embora, Anya (que também foi uma Demônia da Vingança) exige que Hallie apareça e desfaça o feitiço imediatamente. O detalhe curioso é que quando Hallie vê Spike, ela fala surpresa "William!" Buffy então pergunta se os dois se conhecem e um nervoso Spike se apressa em dizer que "não", fazendo Hallie mudar de assunto rapidinho...

Durante o confinamento na casa, Spike, bastante irritado com a presença de Richard, não perde a oportunidade de ser irônico com ele: 


Richard: Eu não sei porque não vou embora.
Spike: Eu também não. Depois, Richie, não pode pular o café da manhã. Um garoto em fase de crescimento como você... Eu costumava adorar o café da manhã. Nos velhos tempos, eu provavelmente já teria comido a esta hora.
Buffy: É claro que, com esta sua nova dieta, você agora é cuidadoso com o que põe na boca, Spikey.
Spike: É? Não sei. Meu estômago está fazendo todo o tipo de barulho. Talvez eu deva comer o que tem por perto... mesmo que não caia bem.

Spike olha malicioso para Richie e pergunta:

Você malha?


[NEXT/PRÓXIMA]