| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |

 

 

Never Leave Me

Xander is fixing the damage in the Summers' house, caused by the fight Dawn had with an evil force the night before (Conversations With Dead People). Willow, Dawn and Anya are with him; they talk about keeping Spike in the house, whether it is safe for them or not.

Meanwhile, Buffy is in her bedroom, with Spike; she is tying him down to a chair. He is calm, but asks her to make the bonds tighter, because he thinks if he gets free, somebody will die. She assures him they will discover who/what is behind all this.

Later, Spike, still tied to the chair, shakes, going through a withdrawal from the human blood he had been drinking in the last few weeks. Buffy enters the room, sits on her bed, in front of him, and asks gently if she can do something. He says she should leave, right before putting his game face and trying to set free from the chair and reach Buffy — he behaves like a wild animal.

Buffy tells Willow that Spike is not very well and needs some blood. Willow asks Buffy if she wants her to kill Anya and the Slayer says... no, pig's blood will do. Willow says she will buy some at the butcher, she does want to go out because she is tired of listening to Xander talk about "proper tool maintenance".

At the butcher, Willow bumps into Andrew — who had just returned to Sunnydale with Jonathan (Conversations With Dead People); he is buying a huge amount of pig's blood, following orders from the same entity that has been haunting Spike — and for him, appearing as his old, dead friend Warren Mears.

Andrew had killed Jonathan in the Sunnydale High School basement, in order for his blood to open the [Seal of Danzalthar], found by them in the same place Spike had lived. However, Jonathan's blood hadn't been enough and the Seal couldn't be opened, preventing something really evil from being released. Willow takes Andrew to Buffy's house, and Xander and Anya start interrogating him. 

Meanwhile, Buffy returns to her bedroom and, after feeding Spike, has an honest conversation with her vampire. He starts telling her that he doesn't remember killing all those people, he does have flashbacks, but it feels like it is another person doing the killing. Buffy wants to know how long he is losing time, waking in strange places, and Spike says it has been happening since he got his soul back and he thought it was normal, being so long since he had had a soul.

Buffy takes the chance to ask the vampire how he got his soul back, and Spike says he sought a legend, telling her about the trials he had to endure — torture, pain, suffering. He adds "of sorts" to the list, and Buffy asks what he meant by that. Spike explains that since he has fallen in love with her, he has come to redefine the words "pain" and "suffering." Buffy gets all offended, asks how he can say something like that, and Spike replies he has just killed "half of Sunnydale" and doesn't feel like being polite anymore. He adds she used him — which she agrees with — and says that he knows why now; it was because she hated herself and took it out on him. With the soul, he has come to understand many things he didn't get before.

Soul's not about moonbeams and penny whistles, luv. It's about self loathing. I get it. Had to travel the world, but... I understand you know. I understand the violence inside. As bad as I was, as evil and as wretched as I was, I never truly hated myself back then. Not like I do now.

Buffy hears Andrew scream in the other bedroom, where he is being interrogated by Xander and beaten by Anya — and he is about to tell something important — and leaves Spike to check what is going on. As soon as the Slayer leaves, Morphy Spike appears and starts haunting the real one, saying they have a problem; then, it starts singing Early One Morning. By listening to the song, Spike's behavior changes. Buffy, who is returning to the bedroom, listens to the voices and the singing and wants to know what is happening, to whom he was talking to. Spike replies "nobody" and says he is hungry and wants some blood.

While Buffy reaches for the blood bag in the night table, Spike puts his game face, snarls and howls, easily busts up the chair that he was tied to and punches Buffy; then, he charges the wall and grabs Andrew in the other bedroom. Spike bites him furiously, until Buffy comes to Andrew's rescue. She grabs Spike, and throws him off Andrew. The Slayer kicks a confused Spike into unconsciousness, while Morphy Spike watches everything and seems very disappointed.

Later, the Scoobies are in the living room talking about what has just happened with Spike, and Buffy tells them about the song she had listening earlier and how Spike changed after that. Xander figures out that the song works as a "trigger" — a brain washer term. He explains that is how the military makes sleeper agents, to get them to attack or do something when they are triggered to do so.

Spike is taken to the basement and chained to the wall. He is still unconscious when Buffy starts mopping up the blood from his mouth with a wet towel. Then, he wakes up, and asks if he has hurt anyone. Buffy tells he took a good bite out of Andrew, and Spike explains he doesn't remember. She reassures him saying that the Gang thinks that there is something playing with him and they are researching it; she tells him that Xander believes he has been triggered to do the killing, the biting. 

While talking, Buffy walks away from Spike, with the bowl of water and the towel. She gets startled when Spike pleads her to kill him, saying she has never met the real him, she has no idea of what he is capable of. She says she is, but Spike cuts her short, telling her she got off easy. He tries to make Buffy kill him by telling her what he used to do with "girls Dawn's age."

Do you know how much blood you can drink from a girl before she'll die? I do. You see, the trick is to drink just enough to know how to damage them just enough so that they'll still cry when you... 'cause it's not worth it if they don't cry.

Buffy doesn't buy any of this, she says he fought beside her, he saved lives. Spike thinks she can't kill him because she needs men who hurt her, to do her job, to be the Slayer. It's not that she loves him, it's because the hate inside her. Buffy says she doesn't hate like that anymore, and he is wrong, he thinks because his soul is drenched in blood he has insight now. He doesn't know neither her, nor himself. She saw his penance — he faced the monster inside of him, and fought back. He risked everything to be a better man, and he is a good man already. Spike says it is just "window dressing", but Buffy replies, to Spike amazement, that she believes in him.

SPUFFY MOMENT
Brought to you by Drew Goddard


At this moment, the Summers' house is attacked by men wearing robes, making Buffy rush upstairs, to help fight the invaders. Afterwards, Buffy and Xander go to the basement, but is too late: Spike has been taken by the enemy — they wanted the vampire all along. Returning to the living room, Buffy takes a look at the bodies and realizes that she has already seen those fellows — she fought them years ago (Amends): they are the Harbingers, priests that serve the [First Evil].

Meanwhile, a half naked Spike is being strapped spread eagle onto some kind of pentacle, in the Sunnydale High basement; the First Evil/Spike watching with glee. Spike screams in pain — one of the Harbingers is carving symbols in his chest with a sharp blade. Spike looks at the First Evil, defiantly. Morphed as Buffy, The First tells Spike he is about to know what a real vampire looks like.

Cranking of gears and chains is heard as Spike slowly rises up and is inverted, facing down towards the ground. His blood, from the several wounds in his body, drips onto the Seal of Danzalthar. As soon as Spike's blood touches its surface, the pentagram starts opening and from beneath something starts rising up — a really hideous monster.


Bring On The Night

Spike, kidnapped by the Harbingers from Buffy's house and used to open the Seal of Danzalthar, now is in a cave, being tortured by the Ubervamp and the First Evil, morphed as Spike and Drusilla.

Meanwhile, Giles arrives at Buffy's house, bringing with him three young girls — Annabelle, Molly and Kennedy — who are Slayers in Potential or Slayers in Training (SITs). He says that an Apocalypse is coming and Buffy must protect the girls and the Hellmouth. He tells the Scoobies that several SITs were killed all around the world and that the [Council of Watchers] doesn't exist anymore.

Spike's torture goes on. The Ubervamp forces his head into a pool; he struggles for a bit, then goes limp*. The Ubervamp picks him up and throws him out of the pool — Spike gurgles up a mouthful of water. First Evil/Dru says he is not done with him yet, and the Ubervamp drowns Spike's head again in the pool.

*Do vampires drown? A question Marti Noxon, who wrote the episode, should answer.

Buffy and Giles go to the Christmas tree lot where Buffy fought the Harbingers some years ago (Amends) and there they find the entrance to the cave. Buffy goes investigate and ends up finding the Ubervamp. It almost kills her — she is saved by the new day's dawn, which makes the Ubervamp run away.

Back at Buffy's house, Giles explains that the thing that attacked Buffy is a [Turok-Han], the Neanderthal equivalent of a vampire he thought to be a myth.

Meanwhile, Spike's suffering seems to have no end. The vampire tells First/Dru he knows it isn't the real Drusilla, that she was crazier. The First wants the vampire come to its side, but Spike resists, saying to the First "get bent", which enrages it; the Ubervamp resumes beating Spike violently.

One of the SITs, Annabelle, scared to death with the news about the coming war, runs away from Buffy's house and ends up being killed by the Ubervamp. Buffy finds her body as well as the Ubervamp — and once more, she is almost killed by the powerful vampire.

Spike, although very weak and hurt and in pain, has enough strength to face the First, tell him that it can't pull his strings anymore, because he knows *she*, the love of his unlife, believes in him.

At Buffy's house, Buffy tells Xander, Willow, Dawn, Giles, Anya and the two remaining SITs that, from now on, they are an army. And nothing is more powerful than them.

 

Showtime

Spike is still suffering in the hands of the Turok-Han, tied to the wall, as well as being tormented by the First Evil. He dreams that he manages to escape, meeting Buffy afterwards. When he wakes up, The First, morphed as Buffy, asks him if he has been dreaming with "her" again. It says Buffy won't save him, but Spike disagrees.

She will come for me. She will come for me. She will come... for... She will come for... She will come... She will come for me... She... will come for me.

Later, Spike sees Buffy approaching with a knife in her hands, thinks it is the First Evil again, and says, with difficulty (he is very weak), that "she" is just a "bloody figment". When she cuts the leather stripes that ties him to the wall, he realizes it is the real Buffy, and lets his arm fall on her shoulder, touching her, feeling her. He is speechless. They look at each other for about a Spuffy-second and then walk away, she holding him, helping him walk.

SPUFFY MOMENT
Brought to you by David Fury


 

Potential

Spike and Buffy are in the cemetery, training the SITs Kennedy, Molly, Vi and Rona. Spike attacks Rona and Vi, who would be dead if the thing was for real. Rona points out that it wouldn't be a fair fight, since they don't have Slayer strength and speed, making Spike ask to Vi if he cares whether is fair or not. The girl is pretty scared, and, calling Spike "Sir", answers that, as a vampire, he don't play by the rules and that she learned a valuable lesson. Buffy then lectures them about their new-found powers. 

Next, she tells Spike to attack her, in full speed. He does it while she is addressing the SITs; Buffy ducks, and Spike falls into the ground, hitting hard a stone grave. Within a second, Buffy is straddling him, with her stake ready to strike. She then notices that Spike is in pain and gets worried over his injuries. She asks him if he is OK, and feels Spike up (Dr. Buffy, M.D.), putting her hand under his black shirt. Spike puts his hand over hers and gently pulls it away, assuring her he will be fine; Buffy keeps holding Spike's hand until Molly asks if they are supposed to make out with vampires, too...


SPUFFY MOMENT
Brought to you by Rebecca Rand Kirshner



Later, Buffy and Spike take the SITs to a demon bar, in order for the girls to learn something about how to get some useful information. A demon greets Spike, saying "thank you for bring snacks", which makes the vampire warn the demon "touch them and lose your privates." 

The girls are excited, and want to drink, to Buffy's distress. Unable to stop them, she encourages the girls to go and order the yak urine shots or pig's blood spritzers they like, which they think it's very gross.

You got that right. Prices they charge, you should get human blood straight from the body.

Suddenly, a friendly face appears at the place — [Clem], Spike's friend, sees Buffy and happily greets her. The Slayer asks Clem to do her a favor. Clem gathers the SITs around him, as being about to tell something very important and then... his face morphes into something very ugly and the girls scream in terror...

After the bar scene, Buffy and Spike take the girls to one more training section in the cemetery — in a crypt, which is in a mess. Spike comments that, "in all fairness to the race, this place is seriously lacking in style." Buffy explains that vampires can live anywhere, any way they want. Their tastes and living conditions can vary, but the animal inside is always the same. Molly, curious, wants to know where Spike used to live when he didn't have a soul; he tells her it was in a crypt, but nicer than the one they are visiting. He goes on saying that "posh" wouldn't be the right word, and when he can't bring himself to remember a better one, Buffy, distracted (maybe thinking of how good those nights in Spike's cozy crypt were), helps the vampire saying "comfy." Spike, surprised, look at the Slayer, Molly and Rona look at each other, smiling maliciously, and Kennedy says "excuse me? When did you find it comfy?"

SPUFFY MOMENT
Brought to you by Rebecca Rand Kirshner



After having put her foot in her mouth again, Buffy tries to go on with the class; to her relief, the girls find a body, and it arises as a vampire. Then, Buffy and Spike lock the SITs inside the crypt, leaving them fighting the demon all by themselves; they succeed.
 

The Killer in Me

Giles takes all the SITs to a retreat, to a vision quest in the desert, and the Summers' house is quiet for a while. Buffy goes to the basement, to talk to Spike; he has chained himself to the wall, because he thinks it is safer that way, when he is still the "First Evil's bitch." The two of them chat, until the [chip] inside Spike's head starts firing, without any reason — Spike yells in pain, while Buffy watches, shocked.

Buffy, worried about Spike's condition, calls [Riley Finn] and the [Initiative], but the number seems to be wrong, at first. Spike says he doesn't have much time, the pain is getting worse, they can't stay home and just wait for help. Buffy agrees and they go to the place where the Initiative's compound used to be. They find a trap door, enter, and are attacked by a demon. Spike isn't able to fight, because he has a chip crises. The demon grabs Spike and takes him to the darkness. Eventually, Buffy defeats the thing and runs for Spike. She finds him on the ground, and asks him if he is OK; he can't speak, but is still alive.

At this point, Initiative soldiers arrive and tell Buffy Riley Finn has sent them to help with anything she needs. They say the chip can be repaired or removed, it's Buffy's choice.


First Date

Giles is in the cemetery with Buffy and the SITs Kennedy, Amanda and Chao-Ahn. Suddenly, Spike tackles him, and Giles hits the ground. Both men gets surprised at each other — the vampire, because Giles isn't all go-through-able, and Giles because Spike doesn't feel any pain from the chip. Spike says Anya had told him Giles might be the First Evil, and Giles gets mad, because if he really was, jumping on him would do nothing... Spike replies he hadn't thought of that, and Giles asks why the chip in the vampire's head didn't fire. Both Spike and Buffy look at each other, uncomfortable, and she says that at the Initiative, she had to make a choice — repair or remove the chip, and she chose the latter, which makes Giles really upset.

Later, at home. Giles doesn't like to have a chipless Spike around, at all, and is mad at Buffy. The Slayer defends her choice, saying she believes Spike is a good man. Giles replies that her feelings for Spike are "coloring her judgment", and he doesn't want for her a "future filled with pain." He goes on saying there is a connection between the two of them; she relies on Spike, he relies on her, but Buffy insists she isn't losing the big picture. She adds that one can't beat evil by doing evil, and to maintain Spike with the chip would be something wrong.

Buffy has been invited by Principal (and her boss) Robin Wood for a date. She is talking to Willow about it when she says something very interesting about the relationship she had with Spike. The witch points our that will be good to Buffy to move on — which makes the Slayer ask why everybody thinks she is still in love with Spike... When Willow clarifies that, by "move on", she meant "let someone get close", Buffy gets all embarrassed.

Later, Buffy is leaving the bathroom and meets Spike in her way to her bedroom; she is wearing a lacey bra and tries to cover herself with the blouse she has in her hands, but gives it up, realizing there is no point. Spike acts like a gentleman, trying not to look at Buffy's almost nakedness. He says she looks nice, and comments about the date with Wood. Buffy tries to do some damage control, saying that it isn't a date, it's more about a promotion, or check if the Principal is evil. Spike reassures her he is all right, he isn't being noble. The Slayer suggests that he should go out, too, maybe with that girl he took to the Xander-Anya not-a-wedding. He says, without much enthusiasm, that there is always those girls who like the bad boy look. Then, Buffy says she doesn't want to be late, and walks away, leaving a really heart broken Spike.

Think I still dream of a crypt for two with a white picket fence? My eyes are clear.

Buffy is having dinner with Wood in a fancy restaurant, and Xander is out, also on a date. Spike, Willow, Kennedy Dawn and Andrew are at home, when Giles arrives and doesn't get happy to know that Buffy is out, having a social life. He says the situation is serious — The First has appeared again, this time to Andrew, morphed as the late [Jonathan] — and Buffy should be at home. Spike, eagerly, offers to go after her, but Willow says they can call her. When she reaches for the phone, it rings; it's Xander and he is in danger, because his date is a demon. Spike offers again to go and get Buffy, but Willow points out that they still can call her. However, Buffy has forgotten her cell phone in the house, and finally Spike manages to go and get Buffy — following her scent.

Spike finds Buffy and Wood at the restaurant (where  the Principal has just told her his mother was a Slayer), and they head for the school basement, where the demon has taken Xander (according to Willow's locator spell), in order to open the [Seal of Danzalthar] and release "her" [Turok-Han].

In the middle of the fight, Spike puts his game face and Wood learns that he is a vampire — and he doesn't appreciate it very much. The demon-girl beats Spike, and eventually is killed by Buffy, who rushes to his side (instead of Xander's), worried about her vampire. They look at each other, for a spuffy-second, he assuring her he is OK, and then Buffy goes to see how Xander is.

SPUFFY MOMENT
Brought to you by Jane Espenson



Back home, Buffy and Spike talk about the visit of the First; it said to Andrew that "it wasn't time" for Spike yet, and the vampire is worried, thinking he is a liability and should leave. However, Buffy tells him she doesn't want him to leave; he argues that she has another demon fighter now (Wood), and doesn't need him. Buffy replies it's not because of that she needs him — she isn't ready for him not to be there. We see hope in Spike's eyes, and he asks how the Principal fits in; Buffy says nothing.

At his house, Robin Wood gets the visit of the First Evil, morphed as his mother, the Slayer Nikki; the First tells Wood that Nikki was killed by Spike, the vampire he had just fought with.


Get It Done

Spike, tired of Buffy's mixed messages, decides to go out and get drunk. He brings Anya along, but is about to regret it, because she doesn't stop talking (complaining about the too many SITs in Buffy's house) and hitting on him, hinting she would have another go on top of a table. Spike makes it clear they aren't on a date, he just wanted to "get up, get out and get drunk", and compares her to a dog with a bone — the bone being him.

Spike is saved by the bell... no, by a demon sent by D'Hoffryn to kill Anya. He knocks the thing out, and they run away; the vampire doesn't kill the demon, as he used to do, to Anya's chagrin.

Later, Buffy takes Principal Wood to her house, to show him the SITs, the Witch and... the Vampire in the basement. Spike says it's OK, the more good guys they have, the better, since the big battle against evil is coming. Wood, cynic, asks Spike whether he is a good guy, and Spike replies he haven't heard any complains — well, those who spoke up, he killed. Buffy gets nervous, rushes to say he is kidding, but both Wood and Spike say he isn't. Spike make it clear that he is talking about his old persona, that he has changed, making  Wood bring up the reason he has changed: the soul. Spike says the soul is a very personal thing, looks at Buffy and, annoyed, asks if she is telling everybody about it now. Wood defends Buffy, saying he asked. Next, both men are staring at each other, inches apart, measuring their... strength. Wood wants to know how many years Spike has been in Sunnydale and where he had been before, Spike is vague, the tension between them arising. Buffy sees there is going to be trouble, and cuts them short, saying they (she and Wood) should go upstairs. The vampire tells her to give him the full tour, to show the Principal "her weapons chest."

Yeah, I went to great lengths. Lots of trouble. And now I'm unique. Well, more or less. Got myself a soul. Whatever that means.

Later, Buffy and Dawn find one of the SITs dead, hanged in her bedroom — Chloe, after being taunted by the First Evil all night, committed suicide. Buffy is tired and under too much pressure; she gathers everybody in the living room (the SITs, Dawn, Xander, Willow and Spike) and gives one more of her speeches — or rather, she tells everybody off. 

Spike thinks the speech thing has nothing to do with him, and is sneaking out of the living room when the Slayer asks him where he is going. She says he should take a cell phone with him, just in case she needs someone to get "weepy or wailed on", tells him he keeps holding back, and thus, is useless. Spike is shocked at her words; he says he is there, with her, fighting, but Buffy cuts him short to ask "since you got your soul back?" The vampire admits he used to like the killing more, and Buffy tells him he was a better fighter then. Hearing this from Buffy makes Spike outraged — he says he has changed and got a soul for her, because it was what she wanted. Buffy replies that what she wants is the dangerous Spike, the vampire that tried to kill her when they first met. 

To have his old attitude back, Spike goes to the Sunnydale High basement, and there he finds his [leather dust]. Wood watches (with a killer look) Spike leaving the school and asks where he got the coat. The vampire says "in New York." Then, he goes after a demon that has escaped when a portal was open at the Summers' house, earlier, fights the thing and kills it. Afterwards, he finds a cigarette in the duster's pocket and light it up — with a match, not with his lighter.

I don't know your feelings, big guy, but to me, tussle like that... is good for the soul.

Spike takes the demon's body to Buffy's house. The thing is thrown in the portal (opened again by Willow) and Buffy, who had jumped on it, is sent back, safe and sound.


Storyteller

[Andrew] is making a video about the "Slayer of Vampyres", much to Buffy's chagrin — she thinks it is very annoying, but anybody agrees with her, not even Spike. For him, the video is a good thing, because it "keeps the boy busy." 

While filming the reality, Andrew has his own fantasies. In the morning, he sees a sexy Buffy pouring cereal in a bowl, when suddenly Spike enters — shirtless — in the frame. While Spike and Buffy stare and touch each other, Andrew tells the audience that the two of them "have some kind of history. You can feel the heat between them, although technically, as a vampire, he's room temperature."

Later, Andrew is in the basement, filming what seems a very angry Spike. The vampire tells the boy "I thought I told you to piss off with this bloody camera. Yet here you are again, with that thing in my face. Just sod off, before I rip your throat out and eat it-", but stops short when Andrew tells him that the light isn't right. Spike then goes to the right spot, and resumes his angry speech...

Later, Buffy, Spike and Wood take Andrew to Sunnydale High, where the [Seal of Danzalthar] is located. There is chaos everywhere, the students are all crazy because of the evil influence that emanates from the Seal. Buffy takes Andrew to the basement, while Spike and Wood fight the students. The Principal tries to stake Spike, but fails; the vampire doesn't notice anything. Buffy scares the hell out of Andrew, he cries over the Seal and it stops emanating evil energies.



PORTUGUÊS



Never Leave Me

Xander está fazendo reparos na casa das Summers, que ficou muito danificada após a batalha que Dawn teve que travar com uma força maligna (Conversations With Dead People). Com ele estão Anya, Dawn e Willow e eles conversam sobre ser ou não seguro manter Spike na casa com eles.

Enquanto isto, Buffy está em seu quarto, amarrando Spike em uma cadeira; ele está calmo e pede a ela que aperte bem os nós, pois sente que, se conseguir escapar, alguém pode morrer. Ela diz ao vampiro que eles vão descobrir o que está por trás de tudo isto. Mais tarde, Spike, ainda amarrado à cadeira, está tremendo, sofrendo da síndrome de abstinência — sentindo falta do sangue humano de que se alimentou nos últimos dias.

Buffy fala para Willow que Spike está sentindo falta de sangue humano e a amiga pergunta se Buffy quer que ela mate Anya... A Caça-Vampiros pensa um pouco e então diz que não, é melhor desacostumá-lo de sangue humano e alimentá-lo com sangue de animal mesmo. Willow se oferece para ir ao açougue, pois está querendo ficar longe de Xander e da conversa nada interessante sobre manutenção de ferramentas. Ela pergunta como Buffy está indo, e esta, entendendo que a pergunta se referia a Spike, diz que ele está passando por momentos difíceis. Willow a corrige, e a Caça-Vampiros diz que está OK. 

Willow encontra no açougue [Andrew] (que tinha voltado a Sunnydale com [Jonathan] no episódio Conversations With Dead People); ele — vestindo um casaco de couro igual ao que Spike costumava usar — está comprando uma quantidade razoável de sangue de porco, seguindo ordens da mesma entidade que está aparecendo para Spike — e que para ele aparece como o falecido [Warren]. 

Andrew havia matado Jonathan no porão da Sunnydale High School,para que seu sangue abrisse o [Selo de Danzalthar], encontrado por eles exatamente no local onde Spike estava vivendo — mas o sacrifício do rapaz não foi o suficiente e o plano falhou. Willow captura Andrew e o leva para a casa de Buffy, para que os Scoobies o interroguem. Enquanto isto acontece, Buffy alimenta Spike com o sangue de porco que Willow trouxe com ela. O vampiro e a Caça-Vampiros têm então uma conversa franca: 


Buffy: E os lapsos de memória? A quanto tempo vêm acontecendo?
Spike: Bem, as coisas têm estado confusas para mim desde que voltei, desde que...
Buffy: ...você recebeu sua alma de volta.
Spike: Acho que é para ser assim. Já se passou muito tempo desde quando eu tinha uma.
Buffy: Como você fez isto? Como conseguiu sua alma de volta?
Spike: Consultei um cara sobre uma garota... Fui à procura de uma lenda. Viajei para o outro lado do mundo, fiz um acordo com um demônio.
Buffy: Assim, sem mais nem menos?
Spike: Não assim, sem mais nem menos. Houve um preço. Houve testes. Tortura... Dor, sofrimento... mais ou menos.
Buffy: Mais ou menos?
Spike: Bem, tudo é relativo, não é?
Buffy: Significando?
Spike: Significando que eu redefini as palavras "dor" e "sofrimento" desde que me apaixonei por você.
Buffy: Como você pode falar uma coisa destas?
Spike: Aparentemente, eu acabei de massacrar metade de Sunnydale, pet. Não estou mais preocupado em ser educado.
Buffy: Então é disto que se trata: você está com pena de si mesmo, Spike?
Spike: Eu estou sendo honesto comigo mesmo. Você me usou.
Buffy: Sim.
Spike: Você me disse, é claro. Eu nunca entendi, no entanto. Não até agora. Você se odiava e descontou em mim.
Buffy: E você descobriu isto só agora?
Spike: A alma não é uma coisa simples, luv. Significa ódio por si mesmo. Eu entendo. Tive que viajar pelo mundo, mas... entendo você agora. Eu entendo a violência interior.
Buffy: Violência. William the Bloody sabe *agora* o que é violência?
Spike: Não é a mesma. Por pior que eu tivesse sido, por mais maligno e desgraçado que fosse, eu nunca odiei a mim mesmo de verdade. Não como odeio agora.


Buffy escuta Andrew gritar no outro quarto, onde ele está sendo interrogado por Xander e (surrado por) Anya, e deixa Spike para ver o que está acontecendo; quando que ela sai, o falso Spike aparece e começa a cantar. Assim que ouve os versos de Early One Morning, o comportamento do vampiro muda completamente. Buffy, que estava voltando ao seu quarto neste momento e escutou vozes, pergunta a Spike com quem ele estava falando; ele diz que com ninguém e pede a ela que lhe dê mais sangue.

Enquanto Buffy vai pegar o saquinho na mesa de cabeceira, Spike se transforma, arrebenta as cordas que o prendem na cadeira com facilidade e ataca Buffy, jogando-a longe. Então, enfia seus braços na parede e agarra Andrew do outro lado, trazendo-o para o quarto de Buffy — o rapaz, naquele exato momento, estava começando a contar para Xander e Anya sobre o Selo de Danzalthar que se encontra no porão da escola. O vampiro morde Andrew; Buffy arranca o rapaz das mãos de Spike e dá um ponta pé no vampiro, deixando-o desacordado.

Mais tarde, os Scoobies estão conversando sobre os últimos acontecimentos e Buffy conta que estava falando com Spike normalmente, que teve que sair e quando voltou ele estava diferente. Diz que ouviu vozes vindas do quarto, alguém cantando; e que o próprio Spike havia falado para ela, na adega da casa da Hoffman Terrace (Sleeper), sobre uma música. Buffy acha que toda vez que que Spike ouve uma determinada canção, ele se torna outra pessoa. É então que Xander entende o que está acontecendo — a música serve como "gatilho", numa técnica usada pelos militares, onde agentes sofrem lavagem cerebral (sleepers) e, quando ouvem uma música ou um outro comando qualquer, obedecem ordens cegamente, cumprindo missões como matar alguém.

Spike agora está acorrentado no porão, ainda desmaiado. Buffy vai até lá, e, com uma toalha molhada, limpa gentilmente a boca suja de sangue de Spike. Ele acorda e os dois têm mais uma conversa — dura, mas esclarecedora:


Spike
: Buffy, eu não sei porquê.

Buffy: Acho que nós sabemos. Alguma coisa está manipulando você. Algum fantasma ou demônio descobriu um meio de te controlar. Eu coloquei toda a gangue pesquisando sobre isto. Xander tem esta teoria de que você está agindo comandado por um "gatilho".
 

Spike: Buffy, você tem que me matar.
Buffy: Você não entende. Quando eu deixei o quarto, ouvi você falando com algum-
Spike: Você tem alguma ideia do que eu sou capaz?
Buffy: Eu estava na adega com você. Eu vi o que você fez.
Spike: Não estou falando sobre a adega. As pessoas da adega se livraram fácil. Estou falando sobre mim. Buffy, você nunca teve um encontro com o meu eu verdadeiro.
Buffy: Acredite em mim, eu sei do que você é capaz.
Spike: Não. Você se livrou fácil, também. Você sabe quanto sangue se pode beber de uma garota antes que ela morra? Eu sei. Sabe, o truque é beber somente o suficiente, saber como enfraquecê-la somente o suficiente para que elas ainda gritem quando você... 


A útima frase Spike diz com a voz embargada, quase chorando


Spike
: ...porque não vale a pena quando elas não gritam.

Buffy: Não é sua culpa. Não é você que está fazendo isto.
Spike
: Você quer saber o que eu fiz com garotas da idade de Dawn? Este sou eu, Buffy. Você tem que me matar antes que eu escape.

Buffy
: Nós podemos manter você preso. Mantê-lo aqui e então descobriremos-

Spike
: Já se perguntou de verdade porque você não pode fazer isto? Me matar? Depois de tudo que fiz com você, com as pessoas ao seu redor. Não é amor. Nós dois sabemos disto.

Buffy
: Você lutou ao meu lado. Você salvou vidas, você ajudou-

Spike
: Não faça isto. Não racionalize, não faça disto algum ato nobre. Nós dois sabemos a verdade. Você gosta de homens que te machucam.

Buffy
: Não.

Spike
: Você precisa da dor que causamos em você. Precisa do ódio. Precisa fazer seu trabalho, ser a Caça-Vampiros.
Buffy
: Não. Eu não odeio assim. Nem você nem a mim mesma. Não mais. Você acha que sabe das coisas agora porque sua alma está encharcada de sangue? Você não me conhece. Você nem mesmo conhece a si mesmo. Foi você quem matou aquelas pessoas na adega? Era você quem esperava por aquelas garotas?

Spike
: Não havia mais ninguém.

Buffy
: Isto não é verdade. Ouça. Você não está vivo por causa de ódio ou dor. Você está vivo porque eu vi você mudar... porque eu vi a sua penitência.

Spike
: Fantasia.

Buffy
: Seria mais fácil, não seria, se fosse fingimento? Mas não é.
Você encarou o monstro dentro de você e lutou contra ele. Você arriscou tudo para ser um homem melhor.

Spike
: Buffy...

Buffy
:
E você pode ser. Você é. Você pode não ver isto, mas eu vejo. Eu vejo. Eu acredito em você, Spike

MOMENTO SPUFFY
Uma cortesia de Drew Goddard

Neste momento, a casa das Summers é atacada por figuras usando roupões com capuzes. Buffy corre para a parte de cima, todos lutam contra os invasores e conseguem matar uns e expulsar outros. Quando os Scoobies descem ao porão, eles constatam que Spike foi levado — o que os invasores queriam, na verdade, era o vampiro. Voltando à sala, Buffy examina os corpos e descobre que eles não tem olhos. E ela os reconhece — são os mesmos sacerdotes que enfrentou anos atrás (Amends),sacerdotes que servem ao [Primeiro Mal] — os [mensageiros].

Enquanto isto, Spike está no porão da Sunnydale High. Ele tem seus braços e pernas amarrados pelos mensageiros numa estrutura circular, enquanto é observado pelo Primeiro Mal, que está na forma de "Spike". Um dos mensageiros começa a entalhar símbolos no peito e no abdômen do vampiro, que grita de dor. O Primeiro Mal se transforma em Buffy e pergunta a Spike se ele quer ver como um verdadeiro vampiro se parece. Então, a roda é levantada pelos mensageiros até uma certa altura e virada, de modo que Spike fique com o rosto voltado para o chão; seu sangue começa a jorrar de seu peito e abdômen sobre o Selo de Danzalthar, onde Jonathan havia sido morto por Andrew.

É então que o pentagrama começa a se abrir e das profundezas da terra surge uma figura horrenda, um vampiro como nunca se viu.



Bring On The Night

Buffy, Xander, Willow, Anya e Dawn estão reunidos na casa das Summers, logo após o ataque dos mensageiros (que levaram Spike), pesquisando sobre o Primeiro Mal e discutindo o que fazer dali por diante. Andrew continua na casa, inconsciente desde que foi mordido por Spike. Num certo momento, Buffy vê e escuta sua falecida mãe, Joyce, e acha que a aparição é o Primeiro Mal.

Enquanto isto, Spike está sendo puxado por uma das pernas pelo "verdadeiro vampiro" — vamos chamá-lo de Ubervamp — numa caverna iluminada por tochas. A coisa joga Spike no chão e ele fica lá, imóvel, pois está muito fraco por causa da massiva perda de sangue (Never Leave Me); já os cortes feitos pelos mensageiros em seu peito e abdômen estão totalmente fechados. O Primeiro Mal também está lá, inicialmente na forma de Spike e logo em seguida, na forma de Drusilla.

Na casa das Summers, Andrew finalmente acorda e leva Buffy, Xander e Dawn até o porão da escola, onde está localizado o Selo de Danzalthar; os Scoobies já sabem que Andrew matou Jonathan. Eles enterram o Selo novamente e quando estão deixando o porão — Buffy ainda com uma pá nas mãos — encontram o Diretor Robin Wood, que também segura uma pá. Todos ficam desconfortáveis; Wood explica que achou a pá no jardim e Buffy diz que está ajudando Dawn num projeto escolar: enterrar uma "cápsula do tempo" para ser aberta no futuro. Wood e os Scoobies seguem seus caminhos, mas tanto ele quanto Buffy ficam desconfiados um do outro.

De volta em casa, todos estão concentrados em descobrir tudo o que é possível sobre o Primeiro Mal. Willow faz um feitiço de localização que acaba saindo terrivelmente errado — a Dark Willow reaparece (cabelos e olhos negros) e por sua boca um ser demoníaco surge (é o Primeiro Mal), brilhante, com chifres enormes e olhos demoníacos. A coisa avisa que eles estão apenas fazendo-a ficar mais forte. Willow fica apavorada, com medo de voltar a ser má e machucar seus amigos e Buffy a conforta.

Buffy decide que deve procurar o Primeiro Mal e, quando está abrindo a porta para sair, dá de cara com Giles e três garotas desconhecidas. Giles explica que as meninas (Kennedy, Molly e Annabelle) são Caças-Vampiros em Potencial, na fila de espera para serem "chamadas". Acrescenta que muitas outras Caças-Vampiros em Potencial foram assassinadas nos últimos meses, junto com seus respectivos [Guardiões] — e que um Apocalipse está para acontecer.

Giles também conta aos Scoobies que a sede do Conselho dos Guardiões (na Inglaterra) explodiu, acabando com a organização por completo. Alguns poucos livros e arquivos foram salvos pelo próprio Giles, que os retirou do prédio antes da explosão. Em relação ao Primeiro, nehuma novidade: é uma entidade que não tem corpo físico, não pode tocar nem ser tocado e tem a habilidade de se transformar em qualquer pessoa morta, o que já era sabido. Giles acha que será muito difícil derrotá-lo, mas mesmo assim, Buffy deve tentar proteger as Caças-Vampiros em Potencial restantes e a [Boca do Inferno]. Buffy diz que eles vão precisar de "músculos" e que Spike deve ser resgatado o quanto antes.

A tortura de Spike continua; o Ubervamp submerge sua cabeça dentro de um pequeno lago, a fim de "afogá-lo". Spike luta por alguns minutos (bolhas de ar saem de sua boca — apesar de vampiros, até onde se saiba, não respirarem) e então ele fica imóvel. O Ubervamp retira-o da água, e Spike, inicialmente, não se move; então, ele tosse e cospe uma boa quantidade de água. O Primeiro Mal/Dru continua tagarelando (o Ubervamp apenas grunhe, como um animal).

Buffy e Giles vão até um bosque onde Buffy, anos atrás (Amends), encontrou e derrotou os mensageiros, numa caverna subterrânea. Os dois acham a entrada da caverna, Buffy vai investigar o local e acaba encontrando em seu caminho o Ubervamp, que quase a mata — ela só escapa porque amanhece e o Ubervamp é obrigado a fugir.

Já em casa, Giles explica a Buffy e a Kennedy, Molly e Annabelle que o que Buffy acabara de enfrentar foi um [Turok-Han], um ancestral dos vampiros que os próprios vampiros temem.

O Primeiro insiste que Spike, agora preso a uma rocha, terá que escolher um lado: 


Primeiro Mal/Dru
: Escolha um lado. Escolha nosso lado. Você sabe que é delicioso. O que você diz?

Spike: Dru, luv...
Primeiro Mal/Dru: Hmm?
Spike: F***!

Buffy está na escola, em sua sala; ela adormece na mesa e tem um sonho com sua mãe, que lhe diz que o Mal já está aqui e que ninguém pode pará-lo, nem mesmo..." A frase não é completada, pois Buffy acorda quando a campainha toca, avisando que mais uma aula está para começar.

Mais tarde, já em casa, todos estão se preparando para a batalha que está por vir. As Caças-Vampiros em Potencial estão apavoradas e Annabelle, a mais medrosa, acaba deixando a casa às escondidas, com um resultado trágico: ela é morta pelo Ubervamp. Quando Buffy encontra o corpo da garota, o Ubervamp a ataca, não a matando por muito pouco. Os Scoobies a encontram e a levam para casa.

Spike, apesar de muito fraco e machucado, recupera sua atitude segura e desafiadora, que costumava ter pré-alma, porque ele sabe que *ela*, o amor de sua não-vida, acredita nele: 


Spike: Desista. O que quer que você seja, o que quer que esteja planejando, estou fora. Você não pode mais manipular este fantoche
Primeiro Mal/Dru: E o que faz você pensar que tem alguma escolha? O que faz você pensar que será de alguma utilidade neste mundo?
Spike: Ela. Porque ela acredita em mim. 


Todos — Giles, Xander, Willow, Dawn, Anya, Kennedy e Molly — estão reunidos na casa das Summers, o espírito quebrado, sem esperanças. É então que Buffy, ainda bastante machucada, aparece na sala e mostra uma força única. Ela declara guerra ao Primeiro Mal e diz que há uma coisa que é mais poderosa que ele — "Nós".




Showtime

Na casa das Summers, mais Caças-Vampiros em Potencial chegaram — Rona, Eve, Chloe e Nora, além de Kennedy e Molly. Na casa estão ainda Giles, Xander, Anya e Andrew, este último amarrado a uma cadeira. Andrew comenta com Buffy como ela pretende salvar Spike, com o Turok-Han guardando a entrada da caverna e Buffy responde que precisa agir rápido, pois a cada minuto que passa Spike corre mais perigo.

Spike continua na caverna, prisioneiro do Primeiro Mal e do Turok-Han. Amarrado a uma parede pelos pulsos, ele vê um dos mensageiros se aproximar dele e o ameaçar com uma faca; Spike chuta a arma longe e coloca suas pernas em volta do pescoço do sacerdote, quebrando-o. Então, arrebenta as amarras que o prendem, chuta outro mensageiro, e começa a se dirigir à saída. Buffy está lá e ele sorri. Quando Spike está se aproximando dela, as amarras não o deixam se mover — tudo foi um delírio. 


Spike: Ela virá me salvar. Ela virá me salvar. Ela virá... Ela virá me.. Ela virá... Ela virá me salvar. Ela... virá me salvar.
Primeiro Mal/Buffy: Não, eu não virei.


Buffy e Xander encontram a Caça-Vampiros em Potencial Eve morta num hotelzinho — a "Eve" que está na casa das Summers é na verdade o Primeiro Mal.

Enquanto isto, Dawn conversa com Andrew; ele reclama que todos estão interessados em salvar Spike, que recentemente matou várias pessoas. Dawn argumenta que o vampiro estava sendo controlado pelo Primeiro Mal e que agora ele tem uma alma.

Buffy e Xander retornam e desmascaram o Primeiro-Eve, deixando todas as garotas muito assustadas. Mais tarde, a casa é atacada pelos mensageiros e pelo Turok-Han; todos se dirigem para uma área abandonada, direcionando o poderoso vampiro para uma armadillha, de acordo com um plano bolado — telepaticamente — por Buffy, Xander e Willow. Buffy enfrenta novamente o Turok-Han e desta vez o faz virar pó, cortando sua cabeça, numa bela aula para as Caças-Vampiros em Potencial.

Spike está nas suas últimas forças, já quase perdendo as esperanças de que Buffy virá salvá-lo, quando ele a vê, com uma faca dos mensageiros nas mãos. Neste momento, Buffy se aproxima dele e, enquanto corta a tira de couro que prende um de seus braços, toca em Spike. É então que ele se dá conta que desta vez é a verdadeira Buffy, e ela veio buscá-lo; a mão dele cai no ombro dela, tocando-a, sentindo-a. Ela livra o outro braço e olha para ele com carinho por um Spuffy-segundo; ele retorna o olhar e tenta dizer algo, mas não consegue.

MOMENTO SPUFFY
Uma cortesia de David Fury



Spike mal pode andar; Buffy o ampara e os dois deixam a caverna.


Potential

Spike e Buffy, juntinhos, estão no cemitério treinando as Caças-Vampiros Kennedy, Molly, Vi e Rona. Como parte da lição, Spike ataca Vi e Rona, que são dominadas facilmente; Buffy e Spike então explicam como elas devem agir diante de um vampiro mau de verdade, se quiserem continuar vivas. Continuando a aula, Buffy pede a Spike que a ataque. Ele faz o que ela pede, sem aviso prévio, e Buffy apenas se abaixa, fazendo com que Spike passe voando sobre ela, indo bater numa lápide logo adiante. Em seguida, Buffy já está sentada em cima dele, estaca na mão, pronta para "matá-lo". Ela pretende continuar a aula, mas nota que Spike não está bem, está com dores e imediatamente se preocupa com o vampiro, deixando a aula pra lá. Ela levanta a camisa dele e examina suas costelas, deixando as Caças-Vampiros em Potencial confusas, se perguntando se também devem "ficar" com os vampiros...


MOMENTO SPUFFY
Uma cortesia de Rebecca Rand Kirshner



No dia seguinte, durante seu trabalho na Sunnydale High, Buffy recebe a visita de Amanda, uma aluna que está tendo problemas com um garoto. Ela quer saber se é normal ser maltratada e maltratar o menino que se gosta e Buffy fica toda confusa, pois o caso de Amanda mostra certa semelhança com a história entre a Caça-Vampiros e Spike. Buffy tenta explicar que, no final, tudo está "absolutamente, seriamente, definitivamente acabado" (obviamente se referindo a ela e Spike), mas na verdade diz isto sem nenhuma convicção...

Mais tarde, Buffy e Spike levam as meninas a um bar de demônios, um lugar onde se pode conseguir informações úteis — sabendo a quem perguntar. Lá chegando, um demônio cumprimenta Spike e agradece por ele ter trazido com ele "lanchinhos" (as garotas); Spike é curto e grosso: "toque nelas e perde suas partes privadas!" As garotas ficam excitadas com a novidade e querem se divertir, beber alguma coisa, o que Buffy desaprova; o seu horror ao álcool é notório. Com a ajuda de Spike, ela desencoraja as Caças-Vampiros em Potencial de pedirem qualquer bebida daquele local — avisando que no cardápio há urina e spritzers de sangue de porco.

De repente, eis que o amigável [Clem] aparece e se mostra contentíssimo ao ver a Caça-Vampiros novamente; até parece que os dois são amigos de longa data, enquanto ele e Spike nem trocam sequer uma palavra — o que é meio estranho, já que Spike deixou Clem cuidando de sua [cripta] enquanto ia em busca de sua alma (Villains). Buffy pede a Clem que faça uma brincadeira com as Caças-Vampiros em Potencial e ele as chama dizendo que tem algo para contar a elas; quando todas estão em volta dele, o rosto de Clem se transforma em algo horrível, para grande susto das meninas...

Buffy e Spike levam as Caças-Vampiros em Potencial a uma cripta, para mais uma aula. O local é horrivel, o próprio Spike comenta que falta estilo ao lugar:


Buffy
: Ele tem razão. Vampiros podem viver em qualquer lugar, de qualquer modo, como eles quiserem. Gostos, modas, condições de moradia podem variar. O animal interior? Sempre o mesmo.

Molly: Onde você morava?
Spike: O quê, quer dizer antes? Uma cripta, na verdade, mas melhor. Um pouco mais... Não sei se "chique" seria a palavra certa, mas era mais...
Buffy: Confortável.
Kennedy: O quê? Quando você achou-a confortável?

MOMENTO SPUFFY
Uma cortesia de Rebecca Rand Kirshner

Spike olha para Buffy, curioso sobre como a Caça-Vampiros vai se safar da situação; Buffy trata de mudar de assunto rapidinho, voltando à aula. Spike reclama que quando as coisas estão começando a ficar interessantes, Buffy pensa em trabalho...

Para alívio de Buffy, as meninas encontram um corpo, que logo se levanta como vampiro. Buffy luta com ele, ao mesmo tempo que vai dando uma palestra sobre como enfrentar o inimigo. Quando está prestes a estaquear o vampiro, ela larga a estaca e, com Spike, sai da cripta e tranca as meninas lá dentro, para que elas terminem o serviço...


The Killer in Me

Giles leva todas as Caças-Vampiros em Treinamento ao deserto, para um retiro, a fim de que as meninas "se conheçam melhor" e a tranqüilidade retorna à casa das Summers — pelo menos por dois dias.

Buffy desce ao porão, onde encontra Spike sentado no catre onde ele dorme; o vampiro está, por vontade própria, acorrentado à parede. Os dois batem papo, até que o [chip] implantado no cérebro de Spike interrompe a conversa; ele começa a gritar de dor, deixando Buffy assustada. 


Buffy: OK. Mas você está bem. Em contato com as garotas.
Spike: Com você ao meu lado, sim. Você jamais me deixaria machucar uma delas. E assim vai ser até que tenhamos certeza de que o Primeiro já terminou de me fazer de seu cachorrinho. Estamos juntos ou eu estou na coleira.
Buffy: Nós só temos que ter certeza de que o gatilho está desativado, então. Temos uns dois dias. Sem a bagunça-
Spike: Buffy...


Mais tarde, Buffy retorna ao porão; Spike está deitado, exausto. O vampiro comenta que "deve ter estourado outra veia" — o travesseiro está sujo de sangue; Buffy lhe dá um lenço e ele limpa o nariz. Ela tenta animá-lo, dizendo que toda a [Gangue do Scooby] está pesquisando para ver se descobre algo que possa ser feito, mas Spike diz que este não é um problema que se resolve pesquisando. Buffy é obrigada a concordar, e diz que a solução está num telefonema — Spike, curioso, quer saber para quem seria esta chamada.

Spike está sentado no degrau da escada, enquanto Buffy, ao telefone, tenta achar [Riley] e pedir ajuda. No entanto, o número que ela disca dá numa floricultura. Spike, ainda na escada, tem outra crise. Assim que Buffy desliga o telefone, ele diz a ela que desta vez não foi tão ruim; contudo, mal consegue terminar a frase e outra crise horrível acontece.

Mais tarde, Spike continua com as terríveis dores de cabeça e Buffy tenta confortá-lo, dizendo que eles vão receber o telefonema esperado. Spike, no entanto, sabe que não dá para ficar sem fazer nada, pois as dores estão ficando cada vez piores. Buffy e Spike vão então para o local onde a [Iniciativa] mantinha suas instalações secretas e onde Spike foi "chipado" e procuram por uma entrada. O vampiro conta que, quando ele não se comportava direito, os cientistas lhe davam drogas que o faziam se sentir muito bem. Buffy sugere que eles devem procurar pelos arquivos da instituição e assim descobrir tudo o que for possível sobre o chip. Os dois conseguem achar a entrada e entram no antigo quartel general secreto da Iniciativa. 

Lá dentro, são atacados por um demônio e justo neste momento, Spike tem mais uma de suas crises, e, para seu desespero, fica incapacitado de ajudar sua amada na luta contra o inimigo. A coisa e a Caça-Vampiros lutam por alguns minutos, até o demônio notar Spike desacordado, ir até ele e arrastá-lo para a escuridão; Buffy chama por Spike. Logo o demônio está de volta e ataca Buffy novamente, mas desta vez ela consegue matá-lo. Então ela vai à procura do vampiro e quando o acha, caído no chão, ajoelha-se ao seu lado e pergunta se ele "ainda está conosco". Spike não consegue falar, mas olha para Buffy, tentando sorrir.

Neste momento, os dois são iluminados por lanternas — soldados armados aparecem do nada e avisam que o "Agente Finn informou que você (Buffy) tentou entrar em contato com ele hoje e que eles estão ali para providenciar qualquer coisa de que ela precise para ajudar o "bundão" (Spike...)". Buffy estranha o termo usado para se referir ao vampiro, mas o soldado diz que estas foram as palavras exatas de Riley...

Após um exame completo, Buffy fica sabendo que o chip está realmente se deteriorando e vai acabar causando a morte de Spike. Buffy então pergunta o que será feito em seguida e é informada que Riley ordenou que a decisão ficasse a critério de Buffy — ou reparar o chip, ou... removê-lo.


First Date

Giles está no cemitério com Buffy e algumas Caças-Vampiros em Potencial — Kennedy, Amanda e Chao-Ahn — contando a elas como escapou da morte recentemente (Sleeper), quando, de repente, Spike o ataca e o derruba no chão. Ambos ficam espantados um com o outro — o vampiro, pelo fato de Giles ser "tocável" e, portanto, não ser o Primeiro Mal como ele e os Scoobies imaginavam (The Killer in Me); e Giles, pelo fato de Spike não sentir nenhuma dor ao atacar um humano. Tanto Spike quanto Buffy se encontram numa enrascada — tendo que explicar o que aconteceu com o chip de Spike... 


Buffy: Bem, ah, quando estivemos na Iniciativa...
Spike: Havia uma escolha pra fazer.
Buffy: Certo. Consertar o chip ou removê-lo.
Giles: Você remo... Você deixou que o chip fosse removido?!
Buffy: Sim.
Spike: Teve que escolher.
Buffy: Está tudo bem, sério. 


Giles, não gostando nada de ter Spike sem o chip por perto, vai ter uma conversa séria com Buffy, mas a Caça-Vampiros defende sua escolha afirmando mais uma vez que acredita em Spike: 


Buffy: Você acha que estou perdendo a visão do geral, mas não estou. Quando Spike tinha aquele chip, era como mantê-lo com uma focinheira. Era errado. Você não pode derrotar o Mal fazendo mal. Eu sei disto. 


Buffy foi convidada pelo diretor da Sunnydale High (seu chefe, portanto) [Robin Wood] para um encontro no Dia dos Namorados (Dia de San Valentin nos EUA, 14 de fevereiro). Ela está falando sobre isto com Willow quando, sem mais nem menos, solta uma pérola sobre seu relacionamento com o doce vampiro:
 


Willow
: É, vai ajudar você partir pra outra...

Buffy: Por que TODO mundo nesta casa acha que eu *ainda* estou apaixonada pelo Spike?!
Willow: Não, não, eu quis dizer deixar de estar sozinha, deixar alguém se aproximar.
Buffy: Oh... 


Buffy, se aprontando para o encontro com Wood, dá de cara com Spike no corredor; ela está usando roupa de baixo e tenta esconder-se com a blusa que tem nas mãos, mas logo vê que não tem muito sentido (afinal, não é nada que Spike já não tenha visto...) Ele se comporta educadamente, sem olhares indiscretos, apenas mirando seu rosto e desviando os olhos de outras partes. Quando a conversa termina, Buffy se vai, deixando um Spike arrasado.
 


Spike:  Acha que ainda sonho com uma cripta para dois com uma cerquinha branca? Meus olhos estão abertos.
Buffy: Legal, fico feliz. Obrigada.
Spike: Nunca me importei muito com cerquinhas de madeira, de qualquer modo. Muito perigosas.
Buffy: Você devia tentar isto, também. Quero dizer... tem aquela garota que você levou para o não-casamento de Xander?
Spike: É, certo. Bem, sempre há aquelas que gostam do visual. Bad boy, sabe, funciona com algumas delas.
Buffy: É, eu entendo. Bem, eu... É melhor eu ir. Não quero me atrasar.


Willow, Dawn e Anya, mais Andrew e as Caças-Vampiros em Potencial, na ausência de Buffy, Xander (que também tinha um encontro) e Giles, tentam "grampear" o Primeiro Mal, que havia aparecido a Andrew como o falecido [Jonathan]. A tentativa acaba em fracasso — Spike chega a perguntar se o objetivo deles era irritar o Primeiro — e Giles, quando chega em casa, fica aborrecido com toda a situação, e ainda mais com o fato de tanto Buffy e Xander estarem se preocupando com vida social quando a situação está cada vez mais grave. Todos então sugerem que Buffy deveria ser avisada; mais do que depressa, Spike se oferece para ir buscá-la (isto é, se oferece para atrapalhar o encontro dela com Wood...), mas Willow lembra que a Caça-Vampiros pode ser avisada pelo celular.

Neste momento,  Xander manda um recado dizendo que está em perigo — sua garota é na verdade um demônio — e mais uma vez a necessidade da presença de Buffy é levantada. Spike se oferece novamente para ir buscá-la, mas Willow diz que ainda pode ligar para ela... Só que Buffy esqueceu seu celular em casa e finalmente Spike consegue sair e ir em busca de Buffy — dizendo que pode encontrá-la pelo cheiro.

Buffy e Wood estão num restaurante muito fino e lá, durante o jantar, ele conta a ela que é filho de uma Caça-Vampiros, morta por um vampiro quando ele tinha 4 anos. Ele acrescenta que sabia o que Buffy era quando a contratou como orientadora e que veio para Sunnydale, onde a Boca do Inferno está localizada, pois sabe que coisas muitos ruins estão para acontecer.

Spike encontra sua amada Buffy justamente no momento em que ela está provando doce de pera oferecido num garfo por Wood... Sem jeito, o vampiro avisa que Xander está em perigo e os três seguem para a Sunnydale High, pois Willow fez um feitiço de localização e o resultado foi o porão da escola.

No caminho, no carro de Wood, o silêncio é constrangedor e Wood tenta quebrá-lo, perguntando como Buffy e Spike se conheceram; ela diz que ele trabalha com ela, na luta contra o Mal. Wood parece notar que a imagem de Spike não se reflete no espelho retrovisor.

Chegando na escola, eles encontram Xander na mesma situação que Spike se encontrou quando o Primeiro Mal o usou para abrir o [Selo de Danzalthar] e libertar o [Turok-Han] — prestes a ser sangrado até a morte. A "garota" de Xander queria também seu Ubervamp...

Buffy e Spike lutam com a garota-demônia e quando esta tenta sufocar o vampiro, ele se transforma, fazendo com que Wood fique surpreso. Buffy acaba matando a demônia e assim que termina o trabalho, corre para Spike, que está caído no chão, parecendo bastante machucado. Ela está preocupada, toca em seu braço, pergunta com o olhar se ele está bem; nada — nem ninguém — existe para ela por alguns spuffy-segundos.


MOMENTO SPUFFY
Uma cortesia deJane Espenson



Spike segura sua mão, assegurando que está bem e fazendo-a lembrar que os dois não estão sozinhos; só então a Caça-Vampiros vai até Xander, que tem ao seu lado um carrancudo e nada satisfeito Wood; Xander pergunta a Buffy como foi o seu encontro e Wood lança um olhar assassino para Spike, que baixa os olhos, sem jeito.

Buffy e Spike retornam para casa e Willow conta para a amiga sobre a aparição do Primeiro Mal como "Jonathan", do que eles tentaram fazer e do que o Primeiro disse sobre Spike ("ainda não é hora dele"). Buffy está cansada; é muita coisa acontecendo e é nela que todos confiam. Ela está na sala, sozinha, quando Spike se aproxima; ele diz que deve ir embora, mas ela não quer que ele a deixe: 


Spike: Ele... ele falou com o garoto. Disse que não é hora para mim ainda. Eu deveria me mudar. Deixar a cidade. Antes que a minha hora chegue.
Buffy: Não. Você tem que ficar.
Spike: Você agora tem outra pessoa* (*Wood) para lutar contra os demônios...
Buffy: Não é por isto que preciso de você aqui.
Spike: É? Qual a razão então?
Buffy: Porque eu não estou pronta para você não estar aqui.
Spike: E o diretor? Onde ele se encaixa? 


Enquanto isto, quem agora recebe a visita do Primeiro Mal é o Diretor Wood, em sua casa. O Evil toma a forma da mãe de Wood — a Caça-Vampiros que Spike matou no metrô de Nova Iorque, em 1977 (Fool For Love), Nikki. Wood fica então sabendo que acabara de lutar ao lado do vampiro que por anos ele procurou para vingar a morte de sua mãe.


Get It Done

Spike, confuso com a indefinição de Buffy em relação a ele (o dia em que ela souber o que quer, 77 trombones vão tocar, ele disse em Once More, With Feeling...), resolve sair um pouco da casa e ir para um bar encher a cara. Talvez por educação ou talvez para se sentir menos sozinho, ele convida Anya para ir junto, mas já no caminho se arrepende de ter feito o convite, pois Anya leva a coisa mais a sério e parece querer que a saída dos dois seja um encontro...

Spike se livra do "encontro" quando um demônio, mandado por [D'Hoffryn] aparece no caminho para matar Anya. O vampiro luta com a coisa, mas não a mata — ele já não é mais o mesmo guerreiro de antigamente — e os dois voltam em segurança para casa; Anya reclama que Spike devia ter eliminado o demônio, porque, provavelmente, ele virá atrás dela novamente.

Mais tarde, Buffy está mostrando a Wood o seu "pessoal" — os Scoobies, as Caças-Vampiros em Potencial, o vampiro... Ela leva o Diretor para o porão para apresentá-lo a Spike e então faíscas se espalham para todos os lados — os dois homens começam a se provocar, fazendo com que Buffy tenha que separá-los antes que uma briga se inicie... 


Spike: Não há muita coisa para contar. Eu mudei.
Wood: Ah, agora que você tem uma alma.
Spike: É, isto foi importante. Muito... particular. 


Spike se dirige a Buffy


Spike
: O quê é, você agora está contando pra todo mundo?

Wood: Vamos Spike, não culpe a Buffy. Eu perguntei.
Spike: Certo, o educador. É, eu não medi esforços. Muitos problemas. E agora eu sou único. Bem, mais ou menos. Consegui pra mim uma alma. O que quer que isto signifique.
Wood: E como isto está funcionando para você?
Spike: Progredindo.
Wood: Bem, você teve algum tempo. Você está em Sunnydale desde...?
Spike: Anos. 
Wood: Quantos? 
Spike: Uns poucos. 
Wood: E antes disto?
Spike: Por aí. 
Buffy: Acho melhor voltarmos lá para cima...
Spike: Certo. Dê a ele a tour completa. Você não vai querer deixar de ver a coleção de armas dela.

Chloe, uma das agora dezenas de Caças-Vampiros em Potencial hospedades na casa de Buffy, acaba se matando — influenciada pelo Primeiro Mal. Buffy, nervosa e cansada, após enterrar o corpo da garota ao lado da cova de Annabelle (morta pelo Turok-Han em Bring on the Night), acaba reunindo todos na sala e dirige palavras duras para todos os presentes, inclusive para Spike, que pensava estar livre da bronca:


Buffy
: Ótimo. Leve o celular. Assim, se eu precisar de alguém para ficar choramingando, eu posso chamar você.

Spike: Se você tem algo a dizer...
Buffy: Acabei de dizer. Se continuar se segurando, é melhor ir embora.
Spike: Segurando? Você está cega. Eu tenho estado aqui. Lutando, brigando...
Buffy: Desde que conseguiu sua alma de volta?
Spike: Bem, para falar a verdade, eu não tenho tido muito prazer em matar, tanto quanto eu costumava.
Buffy: Você era um lutador melhor.
Spike: Eu fiz isto por você! A alma, as mudanças, era o que você queria!
Buffy: O que eu quero é o Spike que é perigoso. O Spike que tentou me matar quando nós nos conhecemos.
Spike: Ah, você não sabe o quanto está perto de trazê-lo de volta.
Buffy: Estou bem longe ele.


Buffy então decreta estado de emergência e resolve abrir o kit dado a ela por Wood, e que pertencera à mãe dele. Na caixa, são encontrados "lançadores de sombras" — figuras que, quando iluminadas, projetam imagens e assim contam a história de um mito, neste caso, a origem da primeira [Caça-Vampiros]: 

A projeção destes "lançadores de sombra" acabam por abrir um portal no meio da sala da casa de Buffy e ela pula dentro dele, indo parar num deserto — milhares de anos atrás — onde encontra três [Homens Sombra]. Com eles, Buffy finalmente aprende a origem das Caças-Vampiros, além de ficar sabendo que é a "última Guardiã da Boca do Inferno". 

O problema maior sobrou para o pessoal que ficou na casa: em troca, eles recebem um demônio, que Spike imediatamente tenta derrotar, mas falha miseravelmente. A coisa foge, enquanto o vampiro, todo surrado, decide que é hora de mudar de atitude. Para isto, ele vai até o porão da Sunnydale High e, após remexer em uma caixa, acha o seu [casaco de couro], aquele que ele tomou da Caça-Vampiros que matou em Nova Iorque — a mãe de Wood, diga-se de passagem.* 

*A curiosade aqui é saber como o casaco foi parar naquele local, já que da última vez que foi visto estava abandonado na escada da casa de Buffy, onde foi achado por Xander em Seeing Red.

Quando Spike está deixando a escola, o Diretor o vê e quer saber onde ele está indo; o vampiro diz que tem um trabalho a fazer. Wood então comenta que o casaco é bonito e pergunta onde ele o conseguiu; Spike responde "em Nova Iorque".

Spike acha o demônio nas ruas de Sunnydale e o enfrenta — o antigo Spike está de volta. Não o Spike mau, mas o Spike que sabe lutar e gosta de uma boa briga. Ele mata o demônio e em seguida acende um cigarro — ele que não fumava desde que conseguiu sua alma de volta. Spike leva o corpo do demônio de volta à casa das  Summers e ele é jogado de volta no portal (reaberto por Willow), troca que faz com que Buffy retorne sã e salva para casa — mas com péssimas notícias. Ela teve uma visão de milhares de Turok-Hans em um cenário apocalíptico.



Storyteller

[Andrew], o convidado-prisioneiro da casa das Summers resolve fazer um vídeo sobre a "Caçadora dos Vampiros", o que deixa Buffy bastante irritada. Ela fica ainda mais incomodada quando nota que ninguém se incomoda com o novo passatempo de Andrew, nem mesmo Spike — o vampiro afirma que, contanto que o garoto não aponte a câmera para ele, tudo bem; além disto, a atividade mantém Andrew ocupado.

Enquanto filma a realidade, Andrew imagina uma outra versão dos fatos; assim, uma manhã corriqueira na cozinha se transforma numa cena sexy entre Buffy e Spike, ao estilo de um comercial de TV, com direito aos cabelos louros de Buffy esvoaçando ao vento e Spike, é claro, sem camisa:

Andrew: Vocês já conhecem Buffy. Ela é linda, com um coração de leão e- e a face de um anjo. Ela nunca tem medo porque sabe que seu lado sempre vencerá. Buffy e Spike tem uma história. Você pode sentir o calor entre os dois, apesar de, técnicamente, sendo um vampiro, ele tenha temperatura ambiente.

Mais tarde, vemos pela lente de Andrew um irritado Spike ameçando comer o diretor principiante se ele não sumir de sua frente: 


Spike: Pensei que te disse para sumir daqui com esta maldita câmera. E aqui está você novamente, com esta coisa na minha cara. Se manda, antes que eu rasgue sua garganta e coma-
Andrew: Spike, a luz ficou atrás de você.
Spike: Oh, certo. assim está melhor?

E Spike recomeça a dizer seu texto...

Andrew é convocado por Buffy para explicar como o Primeiro Mal surgiu para ele e Jonathan pela primeira vez (no México), para assim tentar entender o Mal melhor. Depois de contada toda a história, a Caça-Vampiros resolve levar Andrew até a Sunnydale High, até o [Selo de Danzalthar], onde Andrew matou Jonathan a mando do Primeiro (Conversations With Dead People). Spike e Wood vão com eles. 

Na escola está acontecendo um tumulto, as coisas estão estranhas, é o Mal começando a agir. Enquanto Buffy e Andrew vão até o porão, Spike e Wood enfrentam os alunos e no meio da confusão, Wood, sem Spike notar, tenta estaquear o vampiro, mas falha devido a intervenção (não proposital) de um estudante. A loucura acaba quando Buffy consegue que Andrew chore sobre o Selo de Danzalthar (assustando o garoto até o último fio de cabelo); como havia sido Andrew o primeiro a tentar abri-lo (com o sangue de seu melhor amigo, Jonathan), somente suas lágrimas é que poderiam neutralizar a influência maligna do Selo.


 

[NEXT/RÓXIMA]